in ,

Saiba as 5 vantagens de viajar sozinho

Saiba as 5 vantagens de viajar sozinho

Por mais que muitas pessoas gostem de viajar acompanhadas da família e dos amigos, viajar sozinho é uma opção muito benéfica e interessante a ser considerada para ter uma experiência de qualidade e inesquecível. 

Viajar é uma atividade que a maioria das pessoas gostam e desejam realizar sempre que possível.

Porém, sabe-se que muitas delas acabam desistindo de conhecer lugares novos pelo simples fato de não encontrarem companhia.

Esse conceito já ficou totalmente ultrapassado, porque a experiência de conhecer um lugar novo ou revisitá-lo desacompanhado pode ser memorável e agradar o viajante mais do que ele pode pensar, fato que só descobrirá se passar pela experiência. 

A importância da experiência

Contudo, viajar sozinho é muito importante para o desenvolvimento pessoal de qualquer pessoa, pois permite que ela amadureça e aprenda a aproveitar a sua própria companhia, gostar de quem ela é por si só e descobrir diversas coisas sobre si mesmo. 

Além de que é uma oportunidade de aprender a se virar sozinho, sem ter o apoio de outra pessoa para fazer as coisas por você ou planejar um projeto completo e complicado sem apenas entrar no avião e seguir um roteiro preparado por outra pessoa. 

Lembrando que esse último ponto pode contar com a ajuda de um agência de viagens, mas ele se refere ao fato de que o próprio viajante tem contato com todas as etapas de preparação para organizar uma viagem que o agrade. 

Outro motivo que demonstra a importância de viajar sozinho é o tópico relacionado a viagens internacionais para países com línguas diferentes da sua nativa, porque é uma forma de treinar o idioma com muita eficiência. 

Isto é, quando uma pessoa vai para outro lugar em que o idioma local é diferente do seu nativo, ela precisa dar um jeito de se comunicar, pois não há quem fale por ela. 

Sendo assim, surge uma grande oportunidade de treinar novas línguas.

Por fim, viajar sozinho garante a independência do turista, pois ele fará tudo por si só, tentando se adaptar à rotina local e a se comunicar com qualidade, o que quebra a dependência de ter outra pessoa ao seu lado para cuidar de tudo. 

Sendo assim, se ele precisar contratar serviços de lavanderia para o período de sua estadia, ele será a única pessoa presente capaz de procurar uma empresa próxima, contatá-los e comunicá-los sobre o desejo de contratação dela. 

Dessa forma, pode parecer um pouco radical, mas a verdade é que, quando se tenta fazer algo, é, geralmente, os momentos nos quais mais se aprende. 

Portanto, expor-se ao mundo sozinho consegue evoluir uma pessoa em diversos níveis. 

Por exemplo, um trabalhador em uma fabrica de bolsas nos seus primeiros dias, ele não entenderá o trabalho muito bem.

Tendo dificuldade e medo de se arriscar, mas conforme for seguindo, ele aprenderá todo o processo e conseguirá personalizá-lo da sua forma. 

Assim também funciona viajar desacompanhado, pois os primeiros momentos podem parecer assustadores para quem nunca fez isso.

No entanto, assim que ele for evoluindo com a viagem, fica perceptível a sua importância em todos os pontos possíveis. 

Os maiores impactos positivos

Portanto, é possível concluir que realizar a ação de viajar sozinho pode parecer um pouco assustador no início, mas desencadeia diversas vantagens para o praticante. 

Dessa maneira, esse modelo de passeio pode impactar e trazer diversas experiências e pontos positivos para o viajante. 

Contudo, visando maior compreensão, elas serão explicadas separadamente a seguir.

Os maiores impactos positivos

1- Abertura a novas amizades

Quando a viagem é realizada sem um acompanhante, acaba ficando mais fácil fazer novos amigos e interagir com outras pessoas que estejam seguindo um mesmo propósito que você, porque fica mais receptiva a troca de ideias com outros. 

Uma ótima opção para aprimorar esse tópico seria ficar num hostel, porque nesses locais há uma concentração de pessoas que estão viajando com o mesmo propósito de ficarem sozinhas e conhecerem um lugar diferente. 

Dessa forma, é possível criar conexões com pessoas espalhadas pelos diversos lugares do mundo e aprender diferentes costumes, conhecer novas culturas e vivenciar diferentes idiomas, tudo em um mesmo lugar. 

Ademais, isso permite que haja uma troca rápida de dicas e conselhos sobre a viagem, como a indicação de uma ótima marca de cadeado de bicicleta para um viajante que está cumprindo um trajeto desse jeito ou de um incrível restaurante, mas pouco falado. 

2- Planejamento é mais simples

Um dos maiores benefícios de viajar sozinho, provavelmente, é o fato de que realizar o planejamento da viagem se torna muito mais fácil.

Uma vez que deve seguir as exigências e desejos de apenas uma pessoa e não de um grupo variado. 

Isso se torna de tamanha importância pois planejar uma viagem já não é uma missão simples, por ser um processo longo, complexo e cheio de detalhes que precisam combinar com qualidade para funcionarem durante o período de curtição. 

Dessa forma, é instituído um ritmo de organização com mais liberdade, tendo como foco único o interesse do próprio viajante, sem obrigá-lo a analisar o orçamento dos outros, os seus estilos e interesses. 

Além disso, fica mais fácil tomar decisões em cima da hora, pois não é preciso consultar a opinião de outra pessoa e entender qual a melhor opção para benefício mútuo, fora mudar os planos e definir o tempo em cada local, sendo coisas mais relacionadas ao sentimento. 

Em relação à organização do avião, também fica mais fácil, porque não é preciso reservar mais de um assento, permitindo o encaixe em qualquer lugar e escolhendo aquele que mais pode agradá-lo. 

Por exemplo, durante a contratação de um lugar em um transporte executivo, fica muito mais fácil encontrar uma vaga para uma pessoa do que ficar tentando reservar dois lugares, um do lado do outro ou próximos. 

Se a viagem for para locais com parques de diversão com montanhas russas, torna-se mais fácil andar nos brinquedos, porque existem algumas filas especiais para apenas uma pessoa, demorando menos tempo e garantindo mais tempo para diversão. 

3- Cronograma como desejar

Como consequência do tópico anterior, o viajante consegue visitar tudo aquilo que ele tem vontade, sem ter que desistir de uma atração porque o seu colega não se interessa pelo mesmo assunto ou mesmas características. 

Um exemplo disso, uma pessoa vai morar com um amigo e um deles deseja comprar uma tela mosquiteira retrátil branca, mas o outro acha que essa cor não combina com a casa, obrigando um deles a ceder e abrir mão do que desejava para o bem coletivo.

O mesmo funciona com as viagens, pois pode haver discordância em diversos pontos, fazendo com que não seja possível cumprir com todos os seus desejos, como:

  • Visitar um restaurante típico;
  • Fazer atividade mais radical;
  • Ficar até mais tarde em alguma atrações;
  • Visitar lojas locais. 

No caso da viagem sozinho, não há esse problema, permitindo um aproveitamento completo do que desejar. 

3- Cronograma como desejar

4- Aumenta a presença nas experiências

Há uma maior tendência de viver experiências de maneira mais intensa quando o viajante está desacompanhado, porque ele não precisa se concentrar em agradar os outros ou conversar com seus colegas de viagem. 

Dessa forma, ele consegue realizar os passeios e visitar as atrações sem ficar se distraindo conversando com os outros ou perguntando se eles devem fazer algo ou não, o que garante que a viagem se torne muito mais épica do que o esperado de fato. 

Isso acontece porque é gerado maior concentração nos sentimentos do momento, nas paisagens, no que se vê, mas acima de tudo, no que se está vivendo. 

O que ocorre, na verdade, é que não é preciso dividir as atenções, mantendo os sentidos em alerta. 

Por exemplo, uma pessoa que comprou um som automotivo interno, quando estiver sozinha, conseguirá analisar todas as características do produto, desde a sua aparência, até a qualidade que ele oferece.

O mesmo não acontece quando ele é utilizado com companhia, pois o proprietário precisa se concentrar em interagir com o seu acompanhante, não tendo foco especializado no produto, mas sim nas ações com o outro. O mesmo acontece ao viajar sozinho. 

5- Maior controle dos gastos

Muitas vezes, durante viagens com acompanhantes, pode ser muito fácil ser influenciado a fazer certas coisas e abandonar outras, principalmente, no que se refere a gastos com passeios e restaurantes. 

Isso funciona como contratar serviços de limpeza mais caros porque o seu colega prefere os tipos de produtos que uma determinada empresa usa, ou compra um passeio de barco caro, mesmo sem ter vontade de realizá-lo. 

A partir do momento que uma pessoa viaja sozinha, ela não precisa se preocupar em satisfazer os seus acompanhantes ou escolher entre atividades que deseja, ela pode se organizar e fazer aquilo que mais lhe agrada e cabe no orçamento, tendo mais controle. 

Conclusão

Portanto, realizar viagens sozinhos pode ser uma ótima opção para qualquer um, uma vez que disponibiliza diversas vantagens e garante uma melhora na experiência em geral. 

Além disso, ela é uma atividade que precisa ser realizada pelo menos uma vez pelas pessoas, porque é muito importante em diversos aspectos relacionados, principalmente, à evolução e desenvolvimento pessoal. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entenda a importância de um Mídia Kit

Entenda a importância de um Mídia Kit

Saiba como diferenciar RGB, CMYK e Pantone

Saiba como diferenciar RGB, CMYK e Pantone