in , , ,

Como aprender a ter controle financeiro?

Como aprender a ter controle financeiro?

Ter controle financeiro é saber exatamente quais técnicas utilizar para preservar um orçamento pessoal que ameaça as dívidas a longo prazo, estragos com excesso de parcelamentos em cartões de crédito e gastos desnecessários.

Com uma boa administração do próprio dinheiro, é possível driblar possíveis sufocos, investir uma parte do capital mensal, dar asas a alguns sonhos, cumprir metas e viver com muito mais tranquilidade e equilíbrio, longe de problemas.

De acordo com dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em todas as capitais, 58% dos brasileiros afirmam quase nunca dedicar tempo ao controle das finanças pessoais.

Entre os entrevistados para a pesquisa, 17% dos consumidores com idade mais avançada recorrem ao cartão de crédito, cheque especial ou empréstimos para poder pagar as contas do mês. O percentual aumenta para 24% entre os mais jovens.

Recorrer ao auxílio de terceiros para complementar a renda é uma realidade comum entre os brasileiros, principalmente da classe C, D e E.

Diante disso, a educação financeira torna-se extremamente necessária para contornar esse tipo de situação.

Embora pareça complicado fazer cálculos, aplicações e investimentos, hoje é possível contar com o auxílio de informações de grande valia para essa transformação de hábito e melhor administração pessoal.

Os bancos digitais, aplicativos de instituições bancárias e muitos outros relacionados ao controle financeiro estão disponíveis na internet para as pessoas que desejam começar a se planejar melhor a curto e a longo prazo.

Outro ponto fundamental e que traz mudanças ao cenário de endividamentos em que grande parte da população do país se encontra é o estudo das emoções.

Muitas vezes, as compras são influenciadas pelos sentimentos humanos.

Qual a importância desse controle?

Uma análise feita pelo SPC Brasil, sobre os impactos das emoções nas compras por impulso, mostram que, ainda que em baixa frequência, 100% dos consumidores cedem aos gastos por influência das emoções diárias.

Ainda que haja graus diferentes de impulsividade, é importante que toda pessoa esteja atenta aos impulsionadores de seus comportamentos financeiros, assim, muitos problemas poderão ser evitados, entre eles:

  • Falta de dinheiro frequente;
  • Aumento crescente das dívidas;
  • Abalo das relações sociais;
  • Possível restrição no nome;
  • Poucos momentos de lazer;
  • Aumento do tempo de trabalho.

Para que esses tipos de conflitos sejam evitados, é essencial que seja feita uma autoanálise, tanto emocional quanto econômica, a fim de buscar soluções assertivas e bons hábitos na administração das finanças.

Muitas técnicas podem ser aplicadas para auxiliar no processo de obtenção do controle financeiro, por isso, homens e mulheres devem estar atentos às inúmeras formas de cuidar dos ganhos mensais.

Qual a importância desse controle?

Dicas para ter controle financeiro

De acordo com o dicionário de Língua Portuguesa, controle significa “domínio da vontade própria, autoridade, equilíbrio”.

É exatamente isso que este artigo visa proporcionar a você que deseja controlar as suas próprias finanças.

Uma vida bem mais tranquila e com muito mais realizações poderá ser conquistada se as técnicas corretas forem aplicadas ao orçamento recebido mensalmente.

A seguir, as dicas apresentadas certamente serão úteis para o processo de transformação econômica.

1 – Estude o seu orçamento

Antes de aplicar qualquer estratégia no orçamento financeiro, é essencial conhecê-lo a fundo.

Quanto entra e quanto sai da sua conta por mês são os questionamentos necessários para uma análise detalhada dos custos e ganhos.

Conhecer as despesas fixas, como a compra de alimentos do mês e as contas domésticas, além das despesas secundárias, como o pagamento de uma lavanderia de edredom, ajudará a compreender onde estão as falhas e descontroles das economias.

A partir disso, será possível migrar para o próximo passo, que consiste na criação e aplicação de um planejamento financeiro para o salário recebido mensalmente.

O que, consequentemente, poderá trazer muito mais equilíbrio e controle financeiro.

2 – Tenha um planejamento financeiro

A primeira coisa necessária para dar início a essa etapa é procurar não gastar mais do que se ganha.

Com isso, todas as dívidas e despesas obrigatórias poderão ser quitadas com tranquilidade, sem complicações e situações de estresse.

Outro ponto imprescindível, que se encaixa em um planejamento financeiro, é adequar o seu padrão de vida à sua renda.

Escolher um serviço de auto socorro mecânico ou realizar uma compra com um valor atrativo deve ser uma das suas prioridades.

Com essas escolhas e hábitos sábios, será possível partir para uma das grandes vantagens de planejar a vida financeira: a economia e o investimento.

Abrir uma poupança ou aplicar dinheiro é capaz de trazer transformações positivas para todas as áreas da vida.

3 – Defina metas e objetivos

Pode ser que a sua meta de vida seja viajar pelo Brasil, mas também pode ser que o seu sonho seja comprar um robô assistente comercial para seu negócio.

Seja qual for o seu objetivo, é primordial que você os defina e os tenha claro em sua mente.

É bem mais fácil fazer economias e evitar dívidas quando se tem uma meta estabelecida, portanto, esse deve ser o norte do seu orçamento mensal.

A partir disso, será possível até mesmo destinar uma quantia exata à reserva criada.

Essa definição ajudará no foco, controle das emoções e da impulsividade. Portanto, estabelecer objetivos a curto, médio e longo prazo é vital para continuar na trajetória rumo à realização pessoal.

4 – Seja realista

Ser realista é uma das premissas para conquistar um controle financeiro.

Ter noção do que é e do que não é possível comprar em certos momentos da vida evitará muitas dívidas que trarão prejuízos à renda mensal.

Portanto, saber que, no momento, o seu dinheiro pode pagar apenas um mouse pad gamer personalizado e não um novo videogame o ajudará a se planejar, para que essa aquisição seja feita futuramente e de maneira muito mais suave.

A consciência da realidade controla o destino do seu orçamento e define a sua qualidade de vida. Esse é um dos pontos mais importantes na tarefa de conquistar a estabilidade nas finanças pessoais.

5 – Tenha foco

Quando se tem foco, é muito mais fácil obter um controle sobre as economias.

Se a sua dedicação está concentrada em reformar a casa e investir, principalmente, em um gesso 3d quarto, certamente a sua renda tomará o rumo certo.

Além de evitar dívidas e controlar os gastos, o que irá colocar o seu foco em prática é a criação de uma reserva destinada a ele. Assim, a reforma da casa poderá acontecer mais rápido do que você imagina.

Além disso, focar em algo ajudará na missão de não se dispersar pelo caminho. Ao pensar em desviar as prioridades.

Logo, será possível retornar ao motivador inicial e à caminhada rumo à conquista do controle financeiro.

5 - Tenha foco

6 – Planeje-se para o futuro

O investimento em um plano médico, odontológico ou até mesmo um plano funerário pode parecer desnecessário em alguns momentos, porém, destinar uma parte do orçamento a estas questões poderá evitar muitos problemas.

Um bom planejamento sobre o futuro implica os cuidados com a saúde e bem-estar e até mesmo questões que ocorrem após a vida, como as despesas necessárias para um velório e enterro de alguém.

É essencial que esses e diversos outros planos comecem a entrar em prática para que toda sua renda seja destinada a garantir um futuro tranquilo e equilibrado para você.

Portanto, ter controle financeiro é imprescindível nessa tarefa.

7 – Organize-se

Colocar ordem de prioridade em suas finanças pode ser uma das principais formas de se organizar. Para isso, é recomendável que seja usada uma planilha para ajudar no controle e monitoramento dos gastos.

Com organização, aquele plano de investir em um adestramento de cachorro filhote ou qualquer outro serviço pode ser facilmente colocado em prática.

Esse método pode ser aplicado às despesas e também à reserva.

Aposte também na organização do fluxo de dinheiro destinado à sua poupança, dessa forma, será mais prático visualizar qual destino está sendo tomado pelo seu salário recebido mensalmente.

8 – Avalie o planejamento mensalmente

Um controle financeiro sem monitoramento não deixa claro os resultados positivos conquistados. Avaliar o seu orçamento e perceber o impacto da compra de uma camisa polo masculina personalizada ou de outro item é essencial para medir sua eficiência.

É sempre relevante medir o andamento e os efeitos da aplicação de alguma estratégia, pois isso ajudará a enxergar onde é possível melhorar e o que tem funcionado com a sua mudança de hábitos financeiros.

Considerações finais

Ter controle financeiro é garantir resultados satisfatórios, realizações pessoais, estabilidade em várias áreas da vida e ainda conseguir guardar uma certa quantia, que servirá para futuros investimentos.

Todas as dicas mencionadas acima são importantes para quem deseja conquistar hábitos econômicos mais saudáveis e viver com mais tranquilidade, de forma muito mais equilibrada.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Turismo em Bonito diversidade nas hospedagens agrada a diferentes visitantes

Turismo em Bonito: diversidade nas hospedagens agrada a diferentes visitantes

Marketing de serviços O que é

Marketing de serviços: O que é?