in , , ,

Dicas para aumentar a segurança no condomínio

Dicas para aumentar a segurança no condomínio

Lutar contra a criminalidade que acontece nos dias de hoje, manter a segurança em condomínio é um assunto que precisa fazer parte dos nossos dias. 

Portanto, é bom pensar em qualquer tipo de administradora juntamente ao síndico desse estabelecimento. Dessa forma, pelo fato de que esses locais têm alta procura por tranquilidade. 

Porque, afinal de contas, quem não quer ter paz onde mora? Pensando sobre esse tema, nós te propomos a continuar a leitura sobre como aumentar a sua segurança no condomínio. 

Assim, veja logo abaixo como você pode assegurá-lo. Então, a partir das regras mais básicas, você pode se tornar um profissional muito responsável pela gestão das pessoas e da sua infraestrutura.

E assim capacitar os seus funcionários a instalar os sistemas mais modernos.

Veja também nosso treinamento sobre segurança no trabalho.

Estabeleça políticas internas e crie normas de segurança em condomínio

Para este tópico, nós indicamos ao profissional que se responsabiliza. Que faça toda uma elaboração de um manual para a segurança do seu condomínio. 

Este manual também deve incluir regras de uso internas, como a utilização do espaço público e também o uso seguro dos brinquedos para playground.

Ademais, os funcionários, porteiros, bem como também seus moradores devem contribuir também  para manter a segurança condominial.

Dessa forma, faz-se responsabilidade do próprio síndico, informar a todos das regras que deverão  ser seguidas para assim diminuir os riscos de possível invasão.

Treinamento de segurança para porteiros e funcionários

Para poder aumentar a sua segurança no condomínio, o melhor é investir com frequência em recursos humanos. 

Em outras palavras, todas as pessoas que se consideram ajudantes da empresa precisam receber atualizações do seu trabalho. 

Sem contar que todo prédio residencial deve ter um conjunto de normas de segurança padrão a serem seguidas. 

Então, podemos dizer que na prática, todos os porteiros têm que se manter sempre treinados para assim conhecer cada regra imposta. 

Afinal, quando algumas dessas pessoas descumprem ou não mantêm a atenção frente a essas normas, pode colocar a vida de todos os moradores em perigo.

A presença de porteiro remoto

Você já ouviu falar do porteiro remoto? 

Ele envolve outro meio de se manter seguro no seu condomínio. Então, podemos dizer que recentemente, tem sido muito comum reparar condomínios que têm o recurso chamado de portaria remota. 

Pelo fato de que a tecnologia nos permite que os serviços antes eram feitos de forma pessoal por porteiros possam ser feitos a distância.

Ou seja, além de poder diminuir riscos de falha humana, tendo uma central de monitoramento, a pessoa também pode evitar o contato direto com desconhecidos.

A presença de porteiro remoto

Mantenha o cadastro atualizado 

Se você não sabe como direcionar mais segurança para o seu condomínio, saiba que outra dica importante a se fazer é manter o cadastro atualizado. 

Dessa forma, ainda sobre quem pode ser liberado na portaria, é de importante que o condomínio tenha um cadastro atualizado dos moradores. 

Tal cadastro pode ser feito tanto pelos moradores quanto pelos prestadores de serviços e ajudantes. 

Ademais, podemos dizer que esse cadastro deverá conter as informações básicas.

Assim, caso venha a ser necessário, a pessoa deve incluir um lugar para que visitantes que sejam recorrentes possam fazer o seu formulário. 

Outra forma de diminuir os problemas de segurança com o seu condomínio é a implantação de um sistema de crachá. Somente para as pessoas que não fazem parte do condomínio.

Invista em equipamentos básicos 

O investimento em equipamentos de categoria básica, são uma boa alternativa para se manter a tranquilidade e segurança do seu condomínio. 

Portanto, podemos dizer que no momento em que as pessoas se fizerem plenamente cientes de suas funções, é a hora de reforçar informações básicas. 

Ademais, ainda com a tecnologia que temos nos dias de hoje, há pessoas que acham que investir em aparatos de última geração talvez seja a melhor alternativa. Mas, o bom é se questionar se essa informação é mesmo verídica.

Então, podemos dizer que certamente há um agrupamento de ferramentas fundamentais que funcionam muito bem. 

Ademais, eles conseguem valer mais a pena do que as tecnologias e regras mais rígidas. Dessa forma, fica uma dica para quem está procurando meios de se sentir mais seguro no seu condomínio. 

Assim, o segredo é manter todos os telefones úteis de forma acessível. Isso se torna muito importante para todos os funcionários do condomínio.

Só assim terão acesso aos telefones os seu moradores e empresas prestadoras de serviços.

Somente para as situações de necessidade de confirmação em eventuais representantes desconhecidos.

Invista em equipamentos básicos 

Leve as regras a sério 

É de suma importância que o dono do condomínio estabeleça regras para os seus moradores. E o mais importante é segui-las.

Dessa forma,  logo depois  que todos os moradores estiverem totalmente conscientes das regras estabelecidas, é de grande importância levá-los a sério. 

Segundo a fala do consultor responsável por uma empresa de segurança, José Elias de Godoy, numa entrevista feita para o jornal O Estado de S. Paulo. 

Uma das atitudes que não são de categoria cuidadosa e que acontecem frequentemente  e ainda colocam a vida de muitas famílias nos condomínios, está a preferência pela entrega.

Um exemplo se torna a entrega de pizzas e outros serviços até a porta do condomínio. 

Outro descuido bastante comum, ainda segundo a entrevista do consultor, é a permissão para familiares liberados sem uma espécie de identificação na hora de entrada.

No final da sua fala ele diz que os moradores devem ajudar. E não interferir no trabalho dos porteiros. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Passos para iniciar sua empresa de tecnologia

Passos para iniciar sua empresa de tecnologia

Como abrir uma clínica de estética em 5 passos

Como abrir uma clínica de estética em 5 passos