in , ,

Benefícios de adestrar seu cão

Benefícios de adestrar seu cão

As vantagens e benefícios de ter um cachorro é algo que a maioria das pessoas já conhece, já a conveniência ou os proveitos de adestrar o próprio cão é algo mais específico.

Talvez algumas ainda ignorem como isso pode fazer toda diferença. Isso inclui quem tem o animal de modo profissional, como a polícia e o corpo de bombeiros ou quem utiliza para funcionalidades como a do cão-guia.

Sem falar em quem tem um pet apenas pelo prazer do convívio, que na verdade corresponde à maioria das pessoas. 

Sobretudo, quando falamos em raças como Shih Tzu fêmea, que tem porte pequeno e é perfeito para mimar e fazer companhia.

Ademais, todas essas funcionalidades certamente ajudam no comércio de animais de estimação, já que esse segmento é um dos que mais crescem no Brasil e no mundo. Inclusive, ele costuma surfar contra toda crise e recessão.

Mesmo após os problemas enfrentados nos últimos meses e anos, as pesquisas revelam que o setor chegou a crescer até 50% em alguns períodos. 

Além de seu ticket médio ter aumentado mais de 130%, o que quer dizer que animais e insumos da área valorizaram.

Os dados são da Anfal, que é a Associação Nacional dos Fabricantes de Alimentos para Animais de Estimação, baseado em relatórios que levam em conta o universo do pet shop, dos veterinários e de toda uma cadeia de produção e serviços prestados.

Com esse aumento geral podemos dizer que o número de cães chegando ao mercado também é grande. 

Daí a importância de tratar deste assunto, já que adestrar os cachorros é algo que precisa ser disseminado para conscientização geral.

Além de facilitar a vida dos donos e até a satisfação do bichinho, que passa a se frustrar menos por não ouvir tanta reclamação dos seus responsáveis ou tutores, esse recurso também pode evitar acidentes e transtornos ocasionados por cães indisciplinados.

Um ponto ainda mais bacana sobre isso é que hoje o assunto desperta interesse geral, seja da parte de alguém que quer aprender a adestrar seu próprio cãozinho, seja um funcionário que quer aprender para seu pet shop, ou alguém de um centro veterinário.

Dito isto, se o seu interesse é dominar esse assunto de uma vez por todas, compreendendo melhor todos os benefícios que o adestramento canino pode trazer para o animal e para os seus donos, então basta seguir adiante na leitura deste texto.

O que é o adestramento?

A famosa sentença de que “o cão é o melhor amigo do homem” não deixa margens a dúvidas. 

Essa relação começou há muitos séculos ou mesmo milênios, quando o primeiro cachorro foi domesticado e passou a viver sob as ordens humanas.

Contudo, há uma diferença muito grande entre simplesmente pôr uma coleira em um animal e adestrar ele, processo que exige muito mais conhecimento, cuidado e muito esforço.

Hoje há vários profissionais ou mesmo instituições que prestam esse serviço de adestramento canino. 

O que é o adestramento?

Pode ser um auxiliar de veterinária que vai em sua casa, ou um pet shop, ou ainda um hotel para cachorros e demais serviços consagrados na área.

Seja como for, em termos técnicos, o adestramento nada mais é que uma disciplina aplicada por meio de treinos repetitivos e consistentes. 

Baseado mais ou menos em pré-definição de objetivos, exercícios com repetição, recompensa e manutenção.

Sendo assim, os objetivos mais comuns incluem o seguinte:

  • Ensinar a sentar;
  • Treinar para atravessar a rua;
  • Preparar para segurança;
  • Ensinar para dar a pata;
  • Treinar para campeonatos.

Enfim, há uma série de modos ou maneiras de preparar o cachorro para atender comandos específicos, muitos deles desenvolvidos simplesmente na base de tentativa e erro.

Sem falar nos casos mais profissionais de cão-guia, cão-policial e afins, como referido acima. O que precisa ficar claro desde já é que se trata de uma atividade bastante lúdica e que deve ser feita de modo humanizado.

Portanto, castigos e privações maldosas não podem ser admitidos. Para evitar esse tipo de intercorrência, o mais aconselhável é que se procure um profissional da área.

1. O convívio entre vocês

Algumas pessoas procuram o adestramento canino como um serviço que precisa ser prestado urgentemente, devido a problemas de insubmissão, latidos excessivos com reclamação de vizinhos ou mesmo mordidas e afins.

Primeiramente, o ideal é que o dono sempre leia sobre a raça e entenda em que momento é importante entrar com o adestramento, para que seja algo feito com a devida paciência, sem urgência ou alarmismos desnecessários.

Por isso mesmo, o primeiro benefício é a melhoria do convívio entre as partes, ou seja, tanto entre o dono e o animal, quanto as pessoas que são impactadas paralelamente, desde vizinhos até idosos e crianças que possam morar na mesma casa.

Esse convívio nada mais é do que uma comunicação, guardadas evidentemente as proporções em relação à inteligência do animal. 

No entanto, é possível, por exemplo, pedir que ele saia de perto da rede de proteção janela, e isso se torna uma comunicação entre vocês.

O mesmo vale para latidos excessivos, costume de pular nas visitas, exagero ao brincar com crianças e afins. 

Sem falar, é claro, que há comandos de ataque, sobretudo quando falamos em um cão de guarda, ou mesmo cão de caça.

O ponto ideal que todo dono deve buscar é esse mesmo. Afinal, o triste é quando o cachorro ataca quando não deve, e foge quando é para atacar.

Quando o responsável ou tutor se conscientiza de que a culpa é sua, por não ter buscado esse convívio ou comunicação que só o adestramento pode proporcionar, então tudo fica mais fácil, seguro e satisfatório.

2. A socialização geral

Vivemos uma época em que se fala de pet friendly para todo lado. Esse termo remete aos comércios e varejos que aceitam a presença de cachorro.

Já existem shopping centers, clubes, hotéis e até restaurantes que erguem a bandeira de modo enfático, seja para atrair cada vez mais clientes ou por entenderem a importância de integrar os bichinhos no dia a dia, como uma tendência mundial mesmo.

Com isso, vale lembrar que você não poderia frequentar uma feira ou evento sobre paisagismo jardim de inverno caso seu cãozinho ainda não tivesse o adestramento mínimo.

Neste sentido, adestrar é algo que traz uma socialização em vários sentidos. O próprio animalzinho ganha com isso, por poder passear mais, o que gera um efeito em cadeia, pois com isso ele dá menos trabalho, desestressa, respeita mais e daí em diante.

Sendo que os donos e responsáveis também ganham, como uma criança que pode ir a um parque que aceita cães, sem se preocupar com nenhum transtorno ou sobressalto.

2. A socialização geral

3. O crescimento do cão

Um aspecto que poucos costumam levar em conta é o dos benefícios que o próprio cachorro pode ter ao ser submetido a um adestramento humanizado e profissional.

Por exemplo, ele passa a se exercitar mais, o que certamente vai impactar em sua saúde, na qualidade do dia a dia e, obviamente, em sua expectativa de vida.

No fundo, ele também ganha uma capacidade bem maior em termos de resolução de desafios e problemas.

Portanto, a pró-atividade dele aumenta e muito, tanto para facilidades que agradem a ele, como a de comer mais rápido, quanto para a segurança da casa ou de qualquer outro espaço onde ele viva.

Assim, se o dono quer levar o animal para o seu próprio trabalho, como o de uma loja que faz limpeza de estofados, fica muito mais fácil. Inclusive, outro benefício para o próprio animal é o estímulo do seu aparelho cognitivo.

A verdade é que, quanto mais você ensina, mais o animal quer aprender, criando outro círculo positivo, que culmina em um pet mais esperto e mais satisfeito.

4. A saúde do animal

Por fim, falamos da saúde do animal de modo indireto, mas é preciso focar especificamente neste ponto, sobretudo hoje em dia, época em que ter um pet se popularizou, mas como algo que também traz problemas sérios.

Tanto que cada vez mais se ouve falar de animais que desenvolvem doenças como diabetes, insuficiência renal e até obesidade. 

Certamente, o adestramento vai na contramão da vida sedentária e ajuda nisso também.

Basta o exemplo que demos de um dono ou tutor levar o animal até sua loja de lavagem de tapetes grandes, o que já pode criar uma rotina mais saudável, que depende inteiramente do adestramento e dessa capacidade de socialização.

Inclusive, a própria ida a veterinários e demais especialistas já fica muito mais facilitada, lembrando que animais muito indisciplinados chegam a precisar de sedação para poderem fazer uma simples consulta de rotina. Já os adestrados não precisam.

Conclusão

Sendo assim, há muitos benefícios e vantagens para quem chega a adestrar seu cão. Acima descrevemos os principais, sendo que cada um desses 4 tem alguns outros dentro deles.

Por fim, com essas informações e conselhos práticos fica bem mais fácil entender a importância do assunto, bem como a maneira de dar os primeiros passos na direção certa.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como me destacar como gestor

Como me destacar como gestor?

Empreendedorismo Como começar

Empreendedorismo: Como começar?