in , ,

Descubra os Benefícios da Reeducação Alimentar (e como fazer sem sofrer!)

descubra os benefícios da reeducação alimentar

Para muitos que pensam em reeducação alimentar, a primeira ideia que vem à mente é de: comer apenas alface, alimentos “sem graça”, e de ter que abandonar todos os alimentos que você gosta, ou seja, uma TORTURA!

A verdade é que a reeducação alimentar não tem nada a ver com isso.

Trazer o equilíbrio para a sua alimentação envolve comer aquilo que você gosta e prestar atenção para o que o seu corpo realmente precisa.

A verdade é que qualquer tipo de dieta que envolva extremismos não seja saudável, e muito menos sustentável.

O que é a reeducação alimentar?

Diferente de simplesmente fazer uma dieta, a reeducação alimentar envolve como base a mudança na perspectiva do que é viver uma vida saudável.

Ao invés de demonizar certos grupos de alimentos, você estará se educando sobre o que é melhor para o seu corpo e estará fazendo melhor decisões a partir daí.

Ter horário para comer, escolher os melhores alimentos na hora das refeições e definir o tamanho de suas porções fazem parte de tudo isso.

Afinal, não será uma dieta restritiva mas sim os hábitos saudáveis que te ajudarão a chegar no corpo dos seus sonhos, esteja você tentando emagrecer ou engordar de forma saudável.  

Mitos sobre a reeducação alimentar:

Ainda existem muitos mitos sobre um estilo de vida saudável, alguns deles sendo:

Se forçar a comer o que não gosta: o nosso planeta é vasto de alimentos diferentes para todos os gostos e paladares. Não gosta de rúcula? Sem problemas. Que tal substituir por um espinafre ou almeirão? O ponto principal é que você não precisa se forçar a comer aquilo que não gosta.

Proibições: já ouviu a frase “quem come pouco, come de tudo”? Se você conhece os seus limites e se mantém saudável durante a maior parte do tempo, não há problema algum em se deliciar naquele almoço em família ou bolo de aniversário.

“Passar fome”: a reeducação alimentar te ensina a escolher alimentos que promovem uma maior saciedade, como proteínas e gorduras saudáveis. Você não irá “passar fome”!

Mitos sobre a reeducação alimentar

Tenha paciência consigo mesmo(a)

A pressa é a inimiga da perfeição.

Não vá achando que amanhã você já estará se alimentando perfeitamente, até porque essa não é a proposta da reeducação alimentar.

Portanto, comece com o básico e vá melhorando a partir daí.

Por exemplo, se você tem o costume de consumir açúcar refinado todos os dias, que tal substituir por doces caseiros feitos com o açúcar de coco?

Ou se você não tem o costume de beber água, que tal começar com 1 litro por dia e aumentar a quantidade gradualmente?

Lembre-se: o básico é o que funciona, e a paciência consigo mesmo nestes momentos é o que fará toda a diferença no seu processo.

Sugestões de alimentos para a reeducação alimentar

Espero que neste ponto você já tenha alguma ideia do que você pode comer a fazer para ter uma vida mais saudável.

Contudo, na hora das compras ainda é muito fácil ficarmos confusos do que devemos comprar, por isso, separei algumas sugestões de alimentos para você sempre ter em casa:

Gorduras: gorduras saudáveis são essenciais para o saúde do seu organismo e também para prover saciedade. Opte por alimentos como abacate, azeite de oliva, manteiga ghee, ovos, sementes de chia, castanha, entre outros.

Proteína: dê preferência para os cortes considerados mais magros, como o coxão duro, filé mignon, peito de frango, patinho, maminha, músculo, ovos, etc.

Carboidratos: ao contrário do que muitos pensam, os carboidratos são seus amigos. Há diversas opções saudáveis como a batata doce, aveia, frutas, inhame, mandioca, arroz e macarrão integral.

Açúcar: a verdade é que não há açúcar saudável, e sim, opções menos maléficas. Portanto, se você tem o costume de consumir muitos doces, o ideal é você trocar por uma das seguintes opções: açúcar de coco, mascavo, orgânico ou de cana.

Lembrando que você pode também estar substituindo o açúcar por mel, seja em chás ou em receitas que vão ao forno.

(Obs.: para os pacientes diabéticos os adoçantes naturais a base de stévia é recomendado por nutricionistas justamente pelo seu menor teor de sacarose).

Sugestões de alimentos para a reeducação alimentar

Dicas práticas para o dia a dia

Agora que você já tem uma ideia de que alimentos consumir, vamos para algumas dicas práticas que você pode estar implementando no seu dia a dia para dar suporte à sua vida mais saudável!

Faça suas refeições em casa 

As vantagens de cozinhar suas próprias refeições vão muito além de economizar dinheiro.

Além de ser mais sustentável e saboroso, fazer suas próprias refeições permite com que você tenha mais controle sobre quais alimentos você está ingerindo, além de ser uma ótima maneira de controlar suas porções.

Caso você não tenha tempo de cozinhar no dia a dia, você pode preparar marmitas frescas no fim de semana e deixá-las prontinhas para todos os dias!

Esteja presente no horário das refeições 

Livre-se das distrações enquanto estiver comendo.

Evite ficando olhando para o celular ou televisão.

Preste atenção ao seu corpo e mastigue bem antes de engolir o alimento.

Sinta a presença do seu corpo por inteiro e pare de comer quando se sentir satisfeito.

Acostume o seu paladar com novos sabores

Sabia que o nosso paladar é adaptável?

Experimente inovar na cozinha com temperos mais naturais ao invés dos industrializados, pois além de ser uma prática mais sustentável, é muito mais interessante para sua saúde.

Também vale trocar o refrigerante por sucos naturais, e gradualmente trocar os sucos por água.

Trocando o industrializado por aquilo que há de mais natural fará com que aos poucos você não sinta mais falta daquele docinho após o almoço ou janta.

Com o tempo você se surpreenderá com os benefícios que o seu corpo estará te mostrando, o que irá te manter motivado(a) nessa jornada, e quem sabe inspirando até aqueles que convivem ao seu redor.

Por hoje é só. Espero ter te mostrado que uma vida saudável não é um bicho de sete cabeças e que você ainda pode aproveitar de tudo de bom que a vida tem para oferecer. 

Até a próxima! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiba quais são os riscos para indústrias que não estão em conformidade com a NR 12

Jovem Aprendiz 2021 Conheça os requisitos e benefícios para a categoria

Jovem Aprendiz 2021: Saiba os requisitos e benefícios para a categoria