in , ,

Criatividade: como fazer um vídeo institucional?

Criatividade como fazer um vídeo institucional

Uma forma de causar, realmente, um impacto no cliente é por meio da realização de um vídeo institucional

É uma maneira mais visual de ele compreender as bases da empresa, como os seus objetivos e valores, melhorando o relacionamento com o público.

Ele é uma forma de passar a imagem que a empresa deseja para seus consumidores, seja divulgar a marca, ou apenas aumentar a visão dela por meio de sua história ou missão. O foco é construir uma boa reputação. 

Por esse motivo, ele conta com tópicos mais direcionados aos valores e à “personalidade” da empresa, como depoimentos, história e posicionamentos. 

Portanto, ele tem o objetivo de causar impacto tanto em seus clientes fiéis, quanto naqueles que podem se tornar, além de outras marcas e possíveis patrocinadores. 

Ademais, eles são uma ótima opção para conseguir atingir o público com a mensagem desejada.

Visto que, com o advento da internet, as pessoas passaram a usar as redes sociais, que são muito práticas, então, elas desejam algo mais fácil, como vídeos. 

Tipos de vídeo institucional

Existem diversas maneiras de conseguir passar uma mensagem para o público, e isso também acontece com os vídeos institucionais, alguns formatos são:

Tradicional

Para esse tipo, existe uma estrutura mais básica e direta de divulgação. 

Ele segue um padrão, em que a empresa se apresenta, conta sobre seu passado e evolução, mostra suas características únicas, o que vende e as perspectivas de futuro. 

É um tipo muito eficaz, uma vez que expõe apenas os pontos mais importantes, de uma maneira direta e completa. 

Por isso, ele é muito comum em apresentações e nas redes sociais e em vídeos com temática de conquista de certos marcos. 

Por exemplo, uma empresa que vende banner para eventos pode fazer um vídeo mostrando a evolução de seus eventos até descrever como vê o futuro da empresa. 

Por esses motivos, essa espécie de curta acaba se tornando mais longa, por conta da quantidade de informação que é passada. 

Moderno

É uma evolução do modelo tradicional, pois além de falar da empresa, ele também apresenta as soluções que a marca oferece para os clientes, tornando-se mais explicativo. 

Além disso, ela usa os recursos gráficos para ajudar. Costuma ser introduzido por alguma informação atrativa e engajante para o público, como perguntas ou problemas, podendo depois mostrar a empresa como solução.

Esse estilo permite que o vídeo seja mais curto, uma vez que é utilizado como um mecanismo de venda. 

Ele possui uma linguagem moderna e é dinâmico, graças à implementação de características visuais.

Por exemplo, uma gráfica que deseja vender convites personalizados pode realizar um vídeo com muitas fotos, cores e decorações para chamar a atenção do usuário ao seu novo produto. 

Dessa forma, ele possui um alcance maior, pois ao invés de contar uma história, ele demonstra soluções para as necessidades dos consumidores. 

Moderno

Emotivo

Também conhecido por vídeo institucional conceitual, o emotivo tem o objetivo de influenciar as emoções do telespectador, seja por sentimentos ou expectativas criadas. 

Ele é mais utilizado em momentos que o que importa é o conceito de fato.  

Uma opção que pode causar mais impacto é, ao invés de utilizar áudio, inserir apenas textos e imagens, e no fim do vídeo, a imagem característica marca. 

Sendo assim, o foco dele é mais na mensagem do que na divulgação da empresa, em geral. 

Por exemplo, um estabelecimento que realiza almoço de empresa pode fazer um vídeo sobre quando conseguiu arrecadar dinheiro suficiente para realizar um almoço em um orfanato, utilizando apenas fotos do momento e um texto de explicação. 

Educativo

Para esse tipo de vídeo, o objetivo é passar algum ensinamento, uma informação educativa. 

Por ter característica de reportagem, com uma narração, repórter e linguagem típica, ele consegue passar para o telespectador maior credibilidade.

Por exemplo, uma empresa que deseja vender seu notebook novo pode fazer um vídeo entrevistando várias pessoas na rua, perguntando sobre qual a visão delas para um produto desse de qualidade, e no final, surgindo com o seu como solução para o que foi dito. 

Interno

Esse tipo é voltado para os funcionários da própria empresa, seu público interno. Por esse motivo, ele pode ser mais simples e uma mensagem dirigida a esse assunto. 

Elé é uma ótima opção para explicação de treinamento para novos funcionários. Além de explicar certos tópicos para muitas pessoas, já que acontece de uma vez só. 

Sendo, portanto, uma opção para diminuição dos gastos, pois pode ser reutilizada diversas vezes. 

Por exemplo, se uma empresa irá estrear sua nova sala privativa coworking, ela pode gravar um desses vídeos para ensinar como utilizá-la da melhor forma. 

Dicas para um vídeo institucional criativo

Para que a ferramenta seja utilizada da melhor maneira, é importante levar algumas informações e detalhes em conta. 

Por isso, serão analisadas algumas dicas a seguir:

  1. Preste atenção à qualidade;
  2. Analise o som;
  3. Defina um objetivo claro;
  4. Crie um roteiro;
  5. Faça uma pós-produção;
  6. Acompanhe os resultados.

Portanto, para que haja uma melhor compreensão de como utilizá-las e produzir um conteúdo de qualidade, cada uma será analisada mais a fundo.

1. Cuide da qualidade

Para um vídeo conseguir atrair público para assisti-lo é importante que ele tenha uma boa qualidade para que ele consiga continuar consumindo o conteúdo. 

Portanto, é importante analisar o ambiente em que será gravado, assim como a iluminação.

A luz do sol é a melhor para ser usada, mas pode utilizar luzes artificiais também, pois, se usadas corretamente, podem trazer os mesmos resultados. 

Por exemplo, se uma loja deseja fazer um vídeo de marketing para seu carimbo para empresa, ela deve escolher uma mesa com cores sólidas para filmar o produto, com a ajuda de ring lights

2. Adicione uma trilha sonora

É importante não colocar músicas com muitas palavras e nem com volume alto, pois pode distrair os clientes da mensagem que deseja passar de fato. 

Portanto, uma trilha sonora mais calma pode ser a melhor escolha. 

3. Escolha uma mensagem clara

É imprescindível definir o objeto do vídeo antes de realizar qualquer atividade relacionada a ele. 

Definir uma mensagem clara e que o telespectador entenda qual a sua missão em relação ao conteúdo é a melhor escolha. 

Sendo assim, adicione apenas as informações que deseja passar com aquele vídeo em específico. 

Não adicione diversos tópicos, pois pode dificultar para um completo entendimento por parte do usuário. 

Por exemplo, se uma loja vende bolo caseiro de chocolate deseja atrair público fiel, ela pode utilizar o tipo tradicional e contar claramente a sua história, sem deixar informações subentendidas para poder trazer resultados de fato.

Além disso, use uma linguagem clara e que seja possível para qualquer tipo de consumidor compreender. 

Outra opção é contar uma história durante o curta, pois prende mais a atenção de quem assiste, garantindo melhores resultados.

Se a história contada permitir que o público se relacione ou se identifique com ela, mais chances de ele ver até o final e se interessar pela marca.

3. Escolha uma mensagem clara

4. Escreva um planejamento

Ter um roteiro de que caminhos deseja tomar com o vídeo, garante que a história não ficará perdida e que a mensagem escolhida será passada para o seu público. 

Portanto, seja bem detalhista nesse momento, adicionando todas as etapas do processo. 

5. Utilize editores

Realizar uma boa pós-produção é muito importante, pois garante que os erros sejam consertados e que a qualidade seja melhorada.

Além de acrescentar ferramentas audiovisuais que destacam a verdadeira mensagem do vídeo. 

6. Faça um acompanhamento

Para esse tipo de estratégia que pede uma interação por parte do público e uma compreensão de como eles reagem ao conteúdo, é fundamental acompanhar os resultados.

Dessa forma, a empresa consegue entender em quais pontos precisa investir mais para melhorar e em que pontos ela foi um sucesso e devem ser mantidos. 

Por exemplo, se uma empresa faz um vídeo desse tentando vender seu novo display de mesa em acrílico, ela deve observar os resultados, pois, assim, consegue mudar pontos que deram errado, como o tipo de vídeo escolhido. 

Importância dessa tática

Publicar os vídeos institucionais permite que os clientes tenham um maior engajamento com a empresa, além de melhorar a visão que têm dela. 

Dessa maneira, eles permitem uma fidelização dos consumidores, ou seja, os clientes criarão um relacionamento mais forte com a marca, indicando-a para mais conhecidos, aumentando o número de clientes, vendas e lucro da empresa.

 Além disso, clientes fiéis não compram da concorrência, dando destaque frente ao mercado. 

Ademais, investir nessa estratégia permite que o cliente tenha uma visão mais humanizada da marca de que compra, uma vez que conhece a história e vê de perto todas as suas características e desejos. 

Outro benefício de fazer vídeos institucionais é que é uma forma de mostrar a possíveis parceiros e investidores todas as informações sobre ela, desde seus valores até seus desejos. 

Desse jeito, eles conseguem se identificar com a marca e iniciar uma parceria. 

Por fim, uma outra opção de utilidade para esse vídeo é que é uma ótima maneira de anunciar algum serviço, campanha ou produto novo. 

Ele surge como uma oportunidade de divulgar suas informações de maneira mais prática. 

Conclusão

Usufruir dos vídeos institucionais é uma estratégia muito boa para todas as empresas, independente do objetivo que ela deseja alcançar. 

Existem diversos tipos dessa ferramenta que podem ajudar a atingir as diversas metas estabelecidas.

Além disso, existem algumas dicas para conseguir usá-los da melhor maneira e conseguir fazer com que uma empresa explore os melhores resultados possíveis. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 dicas para aumentar sua produtividade

5 dicas para aumentar sua produtividade

Saiba mais sobre criatividade digital

Saiba mais sobre criatividade digital