in ,

Precisa declarar criptomoedas no Imposto de Renda?

Precisa declarar criptomoedas no Imposto de Renda

Com o avanço da tecnologia, hoje nós conseguimos ter acesso a um tipo de moeda digital: as criptomoedas. 

Aqui neste artigo, você vai conferir todas sobre o investimento correto em criptomoedas e sua declaração.

Entretanto, tendo a posse de uma mesma modalidade em criptomoedas que esteja acima de até R $5 mil no mês de 31 de dezembro do ano de 2021, precisa ser informado a receita. 

O envio da declaração é obrigatório. 

Ainda, mesmo que as criptomoedas não estejam totalmente regulamentadas no Brasil. 

Mesmo que exista uma perspectiva para que haja a votação do regime de urgência do projeto que prevê a elaboração de uma regularização. 

Dessa forma, para as pessoas que sejam ativas no país, as famosas criptomoedas a depender do valor que você acumulou e dos ganhos, precisa obrigatoriamente ser declarada no imposto de renda. No qual deve constar seus rendimentos anuais a receita federal.

O que é imposto de renda?

Para as pessoas que ainda não sabem, o imposto de renda é considerado como uma renda. 

No qual retém-se do seu salário ou é quitado tendo base em demais rendimentos dos outros brasileiros. Ademais, também existe a declaração que se tornou obrigatória no qual tem que ser paga de forma anual. 

Em outras palavras, é uma forma da Receita Federal analisar se o cidadão está pagando mais ou menos seus impostos do que deveria.

O que são as criptomoedas?

As criptomoedas ainda são algo novo no mercado, no entanto, elas estão ficando cada vez mais famosas e usadas pelas pessoas de quase todo o mundo. 

Sendo assim, podemos ressaltar que as criptomoedas chamam-se de moedas digitais descentralizadas. Isso quer dizer que elas são totalmente controladas  por um país ou órgão específico. 

Já muito valorizada no mercado, elas desenvolvem-se em um tipo de rede blockchain. No qual fica  responsável por guardar com proteção todos os mais diferentes tipos de dados. 

Como podemos citar registros, dados pessoais, ou transações financeiras no qual participam dessas transações. 

Sendo assim, essas criptomoedas são feitas no blockchain e tem um valor que em muitas situações poderão ser trocados ou convertidos para demais moedas como o real ou o dólar, por exemplo. 

Então, é por isso que elas têm seu uso como um tipo de moeda de troca para consumo de serviços ou compras de produtos online.

O que são as criptomoedas?

Para que serve a declaração de imposto de renda?

Muitas pessoas acabam se perguntando para que serve a sua declaração de imposto de renda. 

Sendo assim, podemos dizer que a declaração do seu imposto de renda serve para poder informar a receita federal acerca de seus rendimentos e seus bens, no qual você tem como um determinado período o chamado “ano calendário”. 

Um exemplo é que no ano de 2022, houve uma descrição de gastos e ganhos que tiveram no ano de 2012. 

Assim, isso quer dizer que a declaração feita é de 2022, mas do ano calendário do período de 2021. Nesse sentido, de uma maneira mais simples.

O que a pessoa precisa declarar é praticamente tudo que ele ganhou naquele ano que passou, desde rendimentos a salários, aposentadoria, aluguel ou investimentos.

Preciso declarar imposto de renda se possui valores de criptomoeda?

A primeira etapa para conhecer se os cripto ativos, que estão cadastrados no nome do contribuinte, necessitam ou não de declaração de imposto de renda é dividi-los em categorias, ou seja, de acordo com o tipo de cripto ativos, como por exemplo o Bitcoin, NFT, entre outros. 

Conforme as normas da Receita Federal, os tipos de cripto ativos com valor de compras de mais de 5 mil, de acordo com a cotação atual, devem ter declaração. 

Em outra palavras, se o indivíduo declarante tinha R$4,99 mil em Bitcoin, R$4,99 mil separados em diversos NFTs, R$ 5 mil divididos em altcoins e R$ 6,5 mil em stablecoins, a declaração deve estar constando somente os R$ 5 mil em altcoins e os R$ 6,5 mil em stablecoins.

A cripto é um bem

Mas a cripto é como um bem? 

Veja só, vendo com os olhos da Receita Federal, se não tiver mudança logo depois da possível regulamentação, as criptomoedas possuem seu funcionamento como se fossem bens.

Nos quais podem mudar de valor de um ano para o outro.

Dessa forma, quando uma pessoa que consideramos como uma contribuinte informar ser a dona de um tal automóvel, como um carro, por exemplo, que possua o valor de até R$ 20 mil e, durante o ano, ele faz a  troca dele por um “carro  de R$ 40 mil, esse automóvel entra automaticamente para Declaração de Imposto de Renda seguinte. 

No qual substitui a Primeiro Carro, a mesma coisa deve usar-se para as diferentes modalidades de criptomoedas.

A cripto é um bem

Criptomoeda paga imposto?

Felizmente pagar o imposto de renda tendo a posse dos cripto ativos, no momento, segue na categoria de normatizada de ganhos em capitais. No qual a sua aferição realiza-se mês a mês. 

Nesse sentido, só cai efetuar o pagamento de impostos de renda quem for uma pessoa que cuja suas vendas de criptomoedas consigam ultrapassar até R$ 35 mil, que quer dizer que, de forma hipotética, uma pessoa investidora que fez a compra de até R$ 35 mil em criptomoedas e dias depois encontrou uma maneira de ter R$ 85 mil por suas vendas.

Neste caso, terá que ter acesso imediato do programa Ganhos de Capital (GCAP). E assim fazer o  recolhimento de até 15% de imposto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiba como incorporar o aprendizado à rotina de lazer das crianças

Saiba como incorporar o aprendizado à rotina de lazer das crianças

Como negociar minhas dividas Confira nossas dicas

Como negociar minhas dividas? Confira nossas dicas