in , ,

7 dicas para cuidar das finanças empresariais

7 dicas para cuidar das finanças empresariais

As finanças empresariais devem ser tratadas como prioridade no planejamento dos negócios. Se elas forem bem administradas, a companhia consegue alcançar o sucesso.

Por outro lado, se forem mal administradas, podem levar o negócio à falência, portanto, é necessário muito cuidado com elas na hora de lidar com as finanças da organização.

Essa atividade lida com o dinheiro que entra e sai do negócio e o modo como é utilizado. Para evitar imprevistos e dores de cabeça, é crucial fazer um bom planejamento, além de controlar e utilizar os recursos de maneira sábia.

Ao longo do tempo, isso traz resultados positivos para o negócio, visto que a administração financeira está relacionada ao modo como a corporação lida com as finanças e os resultados que obtém por meio delas.

Ninguém nasceu sabendo, por isso, alguns gestores e empreendedores têm dúvidas sobre como cuidar bem do dinheiro da empresa. Esta é uma dúvida comum, e este artigo vai te ajudar.

Para esclarecer um pouco mais sobre o assunto, primeiro vamos explicar a importância de cuidar bem das finanças da empresa, depois, você vai conhecer algumas dicas importantes para fazer isso.

Importância de cuidar das finanças empresariais

Para manter as finanças da empresa saudáveis, existem algumas ações simples e básicas que devem fazer parte do dia a dia, como não gastar mais do que se recebe.

Outro ponto importante é ter todas as informações necessárias para tomar uma boa decisão e evitar atitudes precipitadas. 

Além disso, a companhia também precisa investir corretamente para crescer, entre outras ações do tipo.

Embora uma empresa de cerca elétrica industrial com concertina saiba que esses são preceitos básicos para uma boa gestão financeira, ainda existem muitas pessoas que descuidam desses aspectos na hora de administrar o dinheiro do negócio.

Por outro lado, saber administrar as finanças é uma maneira de lidar com a situação presente e projetar o futuro também. O papel do administrador financeiro é conhecer e registrar todas as movimentações.

Essas informações serão usadas para tomar decisões, fornecer relatórios e favorecer o crescimento da corporação. A base da administração financeira é o registro de toda a movimentação e manter os dados sempre atualizados.

Sem isso, nenhum tipo de negócio consegue ter uma boa administração de seu dinheiro, nesse contexto, é sempre bom observar o que sua empresa pode fazer para melhorar.

Anotar todas as informações melhora as tomadas de decisões e mostra como está o desempenho da organização, por meio de indicadores.

Mesmo que eles não sejam os únicos para saber se a companhia está atingindo seus objetivos, exercem um papel muito importante nessa análise.

Para uma empresa de laudo de estanqueidade gás, o cuidado com as finanças também é fundamental para estabelecer uma boa estratégia empresarial.

Importância de cuidar das finanças empresariais

Os negócios precisam crescer e se desenvolver, mas só é possível fazer isso de maneira consistente, por meio de dados confiáveis e o conhecimento total da realidade financeira.

Os administradores têm um papel de direcionar a corporação para o sucesso, tomando boas decisões sobre a destinação do lucro líquido, investimentos e financiamento.

Tendo em vista que todas as organizações possuem algum tipo de movimentação financeira, é possível verificar em quais departamentos eles ocorrem com mais frequência, como:

  • Setor de compras;
  • Recursos humanos;
  • Produção;
  • Logística.

O gestor também precisa estar integrado com as empresas e obter informações relevantes sobre o modo como elas lidam com as finanças.

Como cuidar melhor das finanças do negócio?

Empreendedores que têm o hábito de misturar as contas pessoais com as contas da empresa acabam desorganizando as finanças, o que pode gerar prejuízos graves para a corporação.

A boa notícia é que é possível reverter essa situação, organizando melhor os recursos financeiros, algo fundamental tendo em vista que o mercado não perdoa muitos erros.

Se uma empresa de plano funerário para igrejas mantém suas finanças organizadas, consegue levantar custos, investimentos necessários, desperdícios, dentre outras informações.

Se você está com dificuldades para organizar os recursos financeiros da sua empresa, algumas dicas para reverter essa situação são:

1.    Separar as contas

Uma das coisas mais importantes a se fazer é separar as contas pessoais das contas empresariais. Quando o negócio é muito pequeno, a tentação pode ser grande, mesmo assim, é imprescindível organizar tudo de maneira rigorosa.

Recursos provenientes e destinados à empresa devem ser alocados em uma conta, enquanto o seu dinheiro pessoal deve ficar na sua conta pessoal.

Não fuja dessa separação porque, caso contrário, a organização terá muitos problemas. Se você tiver sócios, converse com eles para que façam a mesma coisa, além de coibir a transferência de capital da empresa para patrimônio pessoal.

2.    Ter um orçamento anual

Uma empresa de proteção pintura automotiva pode identificar que determinado investimento é muito benéfico e uma excelente oportunidade, mas antes de tomar uma decisão, precisa ter tudo muito bem controlado e calculado.

O empreendedor pode contratar um serviço, expandir um setor, comprar uma ferramenta ou até mesmo contratar outros profissionais, mas tudo isso só pode ser feito dentro de um orçamento previamente estipulado para o ano todo.

Isso ajuda a manter um limite em relação aos investimentos e a quantia já será de conhecimento, antes mesmo de ser usada, o que evita prejuízos financeiros para a organização.

Para evitar qualquer tipo de problema, o gestor pode se reunir com os demais sócios para definir o foco do investimento, os objetivos que desejam obter, valores que podem investir e outros pontos importantes.

3.    Negociar condições de pagamento

Além de ter uma boa gestão dos clientes que compram com você, é muito importante negociar condições de pagamento.

Uma loja de bateria tudor 60 amperes pode ajustar prazos, negociar valores e até fazer parcelamentos que evitam a descapitalização e o pagamento de juros excessivos.

Antes disso, o gestor precisa avaliar as melhores opções de retorno financeiro, as transações envolvidas e encontrar bons fornecedores, que estejam dispostos a atender suas necessidades.

4.    Usar uma boa ferramenta

As planilhas continuam sendo boas opções para controlar os recursos financeiros da empresa, mas se o gestor quiser um controle mais detalhado e até intuitivo, pode contar com uma ferramenta específica.

Existem várias opções que ajudam a manter o fluxo de caixa organizado, trazem mais segurança a dados sensíveis, oferecem informações precisas e simplificam a gestão do setor financeiro.

O gestor também pode acessar dashboards com informações em tempo real, conferir saldos diários e mensais, receitas e despesas e ainda projetar créditos e débitos, de acordo com o período.

4.    Usar uma boa ferramenta

5.    Ser disciplinado

O gestor de uma empresa de braço robótico flexível industrial deve ser disciplinado para conseguir organizar tudo o que precisa, fazer um acompanhamento diário e verificar se os objetivos propostos estão sendo atendidos.

As empresas de grande porte precisam acompanhar vários indicadores de desempenho, como aqueles que mostram custos fixos, margem de lucro, faturamento, nível de endividamento, lucro nominal e custo total.

Por outro lado, negócios de pequeno porte devem fazer esse acompanhamento regularmente, podendo ser semanal ou diário, e isso é necessário porque pequenas e médias empresas são financeiramente mais frágeis.

No entanto, se houver um acompanhamento contínuo, é possível visualizar flutuações rapidamente e resolver problemas o quanto antes.

6.    Conhecer e respeitar prazos

Um fabricante de pedra construção civil precisa estar ciente sobre prazos, datas de recebimento, datas de vencimento, dentre outros limites relacionados ao dinheiro. É assim que a organização evita atrasos e juros.

Esses pontos são muito importantes e não devem ser ignorados, tendo em vista que conhecer os prazos é um passo essencial para controlar melhor o fluxo de caixa, definir prioridades, quitar dívidas e manter a saúde financeira do negócio.

7.    Administrar os fornecedores corretamente

O departamento financeiro costuma se preocupar muito com a administração dos fornecedores, principalmente as empresas que possuem mais de um.

Podemos imaginar uma montadora de veículos, que precisa de vários componentes fabricados por seus fornecedores, se eles não forem bem administrados, tudo pode virar um caos.

Além de impactar o departamento financeiro, outros problemas podem surgir, como atraso na entrega dos produtos, queda de qualidade e assim por diante.

Para resolver essa questão, uma empresa de impermeabilização de laje exposta ao sol deve manter um bom relacionamento com seus fornecedores e cuidar de sua gestão.

Considerações finais

Sendo assim, o dinheiro é a base para o funcionamento saudável e o crescimento dos negócios, por essa razão, as companhias precisam cuidar muito bem das finanças empresariais e usar os recursos de maneira inteligente.

Portanto, aqui foram abordadas algumas estratégias simples, porém, muito eficazes para alcançar esse objetivo e manter a saúde financeira da corporação sempre forte e em dia. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 dicas essenciais para a recolocação no mercado

6 dicas essenciais para a recolocação no mercado

9 dicas para fornecer um bom atendimento ao cliente

9 dicas para fornecer um bom atendimento ao cliente