in

5 Dicas de Fotografia

5 Dicas essenciais para você iniciar na fotografia

Se você está iniciando sua carreira na fotografia, precisa compreender que alguns elementos são essenciais para garantir que você realize boas fotos.

1 – Entenda as funções da sua câmera.

Para fotografar o que você deseja é fundamental conhecer os modos de trabalho que sua câmera tem e o que cada um deles faz.

Por exemplo, as câmeras do tipo DSLRs têm modos como o “Tv”, em que sua câmera prioriza apenas a mudança da velocidade. Ou seja: você escolhe a velocidade de disparo e sua câmera controla o restante (ISO e diafragma) automaticamente.

Já o modo “Av” corresponde à manipulação apenas do diafragma.

No modo Manual é tudo com você. Todas as configurações estão em suas mãos. Nesse caso, você precisa ter maior controle e domínio da câmera, mas no por outro lado, você consegue garantir o resultado que você busca.

Cada função tem uma aplicação prática e podem ajudar muito em todas as situações de foto que você deseja. O ideal é que você conheça e explore todas elas com tempo para entendê-las melhor. A prática leva a perfeição.

2 – Velocidade (obturador) .

O obturador é como uma cortina posicionada atrás da lente dentro da câmera, que abre e fecha para a luz chegar ao sensor (ou filme em câmeras analógicas). Quanto mais lenta é a velocidade do obturador maior o tempo de exposição da foto, mais luz entrará e mais clara será a foto. Por outro lado, quanto menos tempo, menos luz. Os tempos de exposição, como são chamadas as medidas do obturador, são diversos, sendo divididos em velocidade baixa, média e alta.

A velocidade do obturador pode ser utilizada para diversas técnicas, como tirar uma foto “com movimento” ou uma fotografia com sombra de algo que está em alta velocidade.

3 – Diafragma.

Diversos iniciantes confundem o diafragma com o obturador, porém eles são mecanismos diferentes da câmera e têm funções diferentes também embora ambos sejam utilizados para controlar a luz. Enquanto o obturador é como uma cortina que abre e fecha para a luz chegar ao sensor, o diafragma controla a quantidade de luz que chega ao obturador, podendo deixar a passagem maior ou menor, dependendo de sua abertura.

O diafragma tem como função abrir e fechar, permitindo uma passagem maior ou menor de luz para o obturador e para o sensor. Quanto maior é a abertura, mais luz é captada conforme imagem abaixo:

O diafragma é parte essencial dentro do processo fotográfico que controla a profundidade de campo. Em outras palavras, o famoso e desejado ato de “desfocar o fundo das fotos”.

A abertura da nossa lente vai ser a principal variável que controla a profundidade de campo em nossas fotografias. A profundidade de campo é a área dentro do campo de visão onde teremos a nitidez. Esta área pode ser estreita, como nos casos em que o fundo da foto fica desfocado, ou longa, como nos casos em que todos os objetos estão em foco.

É importante ter em mente que ao fechar o diafragma a quantidade de luz a entrar na câmera diminui. O contrário acontece quando se abre o diafragma. Esta luminosidade deve ser compensada utilizando-se as outros mecanismos: velocidade de obturador e sensibilidade ISO.

4 – Sensibilidade ISO.

ISO é a sensibilidade do filme (no caso da fotografia analógica) ou do sensor (na fotografia digital) à luz. Quanto menor o número, menor é essa sensibilidade. Consequentemente, é preciso muito mais luz para a fotografia ficar clara. Se o ISO é aumentado, a sensibilidade do filme, ou sensor, aumenta também e com menos luz é possível captar a luz desejada.

Porém, existem consequências. Um ISO baixo capta pouca luz, porém quase não apresenta ruído (aqueles pontinhos granulados, geralmente nas áreas mais escuras da foto) e os contornos ficam mais nítidos. Já um ISO maior, apesar de permitir fotografar com pouca luz, gera um ruído perceptível e prejudica a nitidez dos detalhes, o que pode estragar uma boa fotografia.

A Sensibilidade ISO é um dos três pilares dos quais deve-se ter conhecimento na hora de fotografar, logo a frente estão a abertura do obturador e velocidade de exposição. Unindo estes três elementos você terá resultados fantásticos.

5 – Trabalhe a composição. Use a regra dos terços.

Você conhece a regra dos terços? Ela é um dos maiores auxílios que um fotógrafo pode ter, principalmente no começo da busca de um fotógrafo por uma linguagem própria.

A regra dos terços ajuda a dar mais harmonia para suas fotos. Se caracteriza em dividir uma imagem em duas linhas horizontais e duas linhas verticais, onde os 4 pontos de interseção dessas 4 linhas são os pontos onde os nossos olhos têm maior atenção.

Existem outros métodos que ajudam a compor as imagens, mas, com certeza, a regra dos terços é um dos mais utilizados.

Você gostou?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Comments

comments

aulas de informatica

Aulas De Informatica – Completo e GRÁTIS

direção defensiva

O Que é DIREÇÃO defensiva? Saiba Tudo [2020]