in ,

Engenheiro automotivo: como funciona a carreira na área

Engenheiro automotivo como funciona a carreira na área

Saber como funciona a carreira de engenheiro automotivo é importante para quem está na escola no momento e pretende seguir essa área no futuro (ou, no mínimo, considera esse caminho como uma possível profissão).

Ao aprender quais são as atribuições de um profissional do tipo, poderá avaliar se esse é o tipo de trabalho que você pretende ter no futuro, por exemplo.

Afinal, você não quer começar a aprender sobre coisas como correia dentada e muito mais, sem ter certeza de que isso é o que deseja para o seu futuro.

Hoje em dia, é fato que o mercado automotivo nacional não anda muito bem das pernas. Além do baixo desempenho de vendas, muitas fábricas ainda estão fechadas por causa da pandemia do novo coronavírus e o desemprego segue em alta. Por isso, a perspectiva de trabalho não é a mais interessante neste momento, mas as coisas prometem mudar assim que a pandemia acabar.

E aí, quer aprender como funciona a carreira de engenheiro automotivo? Então siga a leitura do artigo abaixo para entender mais sobre o assunto!

Como funciona a carreira de engenheiro automotivo: 4 pontos a se ter em mente

1. Formação técnica

A formação para trabalhar como engenheiro automotivo é bem exigente. Basicamente, o profissional precisa da formação de Engenharia Automotiva, que não está disponível em muitas faculdades. E o pior: é um curso muito competitivo, com alta de corte bem elevada.

Portanto, dá para dizer que o requisito básico para entrar no setor já não é dos mais acessíveis. Depois, claro, existe o fato de que o curso é muito complicado e puxado.

Não é simples conseguir passar pela pressão das aulas de Engenharia Automotiva, que exige conhecimentos bem complexos por parte dos alunos.

É fácil entender por que esse é um curso tão exigente. Afinal de contas, um erro de um Engenheiro Automotivo pode custar a vida de muitas pessoas em um carro ou ônibus.

Portanto, a formação complexa e de alto nível ajuda a filtrar e garantir que apenas os melhores alunos se tornem profissionais e atuem no mercado de trabalho.

1. Formação técnica

2. Salário

O salário de um engenheiro automotivo varia muito. De acordo com o site Salário.com.br, especializado na faixa de renda de várias profissões, alguém na área ganha ao redor de R$ 7.200,00 por mês, variando para mais ou para menos dependendo da empresa ou de acordos sindicais.

O teto salarial da categoria é de R$16.333,00, um valor altíssimo se considerarmos o padrão do mercado de trabalho nacional.

O salário mínimo atual, por exemplo, é de R$1.100,00. Portanto, dá para ver que um profissional da área pode ganhar até quase 15 vezes mais do que isso.

3. Perspectiva de empregabilidade

O mercado de trabalho para engenheiros automotivos no Brasil é relativamente amplo.

Existem muitas fábricas de automóveis no país das principais montadoras e fabricantes do mundo (com exceção da Ford, claro).

No entanto, é importante ter em mente que, neste momento, elas estão fechadas por causa da pandemia do novo coronavírus, o que causa uma situação complicada no mercado como um todo.

Porém, a situação deve se resolver assim que a pandemia acabar, o que não deve demorar muito, tendo em vista que a vacinação tem avançado bastante no Brasil.

Quando as coisas voltarem ao normal, as contratações voltarão e o mercado deverá se reaquecer.

Além disso, engenheiros da área podem trabalhar também na logística de empresas de transporte, ajudando o negócio a ter mais eficiência no geral.

3. Perspectiva de empregabilidade

4. Atribuições

O engenheiro automotivo é o profissional que trabalha com tudo aquilo que envolve a engenharia de automóveis.

Por conta disso, suas atribuições incluem o planejamento, o projeto, a construção e a realização de manutenção em carros de todos os tipos, incluindo ônibus e caminhões, além de seus componentes e sistemas específicos.

Assim, eles podem trabalhar na projeção e construção de automóveis em fábricas de montadoras nacionais, como também trabalhar na elaboração de projetos de peças e acessórios para os veículos.

Por conta disso, eles podem encontrar oportunidades de trabalho em praticamente toda indústria que está direta ou até mesmo indiretamente conectada com automóveis.

Um exemplo é o agronegócio. Existem muitos engenheiros trabalhando no setor agro, ajudando na elaboração de projetos para tratores e outros equipamentos automotivos usados em colheitas.

Por isso, é possível dizer de maneira certeira que a Engenharia Automotiva é bem abrangente. Portanto, há uma oportunidade para todo tipo de pessoa ou profissional.

E aí, aprendeu como funciona a carreira de engenheiro automotivo? Agora você já consegue prever se essa é uma área que interessa a você ou não.

Lembre-se de que, apesar de hoje não haver tanta posição no mercado, nos próximos anos a situação deve mudar, especialmente conforme as opções de carros elétricos começam a surgir no mercado, inclusive feitos por empresas nacionais.

Ser um engenheiro automotivo é ou não algo do seu interesse? Comente abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça o impacto do direito digital e saiba como atuar na área

Conheça o impacto do direito digital e saiba como atuar na área

5 dicas para se manter em forma

5 dicas para se manter em forma