in , ,

Marketing pessoal no mercado profissional

Marketing pessoal no mercado profissional

Devido às mudanças no comportamento do consumidor, os profissionais foram obrigados a aperfeiçoar cada vez mais a sua imagem pessoal e comercial, investindo em estratégias que os tornassem capazes de valorizar seus pontos fortes. 

Isso é realizado a partir da implementação do que chamamos de marketing pessoal, que possibilita a cada colaborador em seu ambiente de trabalho se destacar e ser lembrado, ou seja, ação essencial em um mundo corporativo de alta competitividade.

Qual o significado do marketing pessoal?

O marketing pessoal nada mais é que um conjunto de estratégias e táticas aplicadas com o objetivo de valorizar a marca individual de cada pessoa, ou seja, garantindo destaque do colaborador em sua área de influência.

Isto é, o marketing pessoal é o responsável por fazer com que o dono de uma empresa de avaliação de ativos consiga ser mais notado pelo público consumidor, ganhando relevância e facilitando o alcance dos objetivos.

É preciso destacar, no entanto, que não se refere a um serviço único para o aumento da visibilidade exclusiva, mas sim, de um conjunto de recursos que permitirão a construção de uma imagem relevante e de autoridade.

Portanto, se essa for uma estratégia aplicada da forma correta, ela será capaz de permitir ao praticante um auxílio no estabelecimento da carreira esperada. 

O marketing pessoal é responsável por valorizar as habilidades e dar destaque para os diferenciais, o que facilita aos compradores a percepção dos motivos para aquele profissional ser o escolhido, as razões pelas quais ele é único e não equivalente aos outros. 

Dessa forma, torna-se perceptível que é um recurso essencial para todos os profissionais, independentemente qual seja a sua área e em todas as fases da carreira, certificando-se sempre de que a sua imagem possui relevância. 

Um exemplo prático é um representante de cosméticos, pois ao praticar o seu marketing pessoal, ele mostrará para as empresas interessadas em seu serviço que ele valoriza a sustentabilidade ou algo similar. 

Com isso, ele destaca os seus pontos fortes e aqueles que mostram o porquê ele é diferente, garantindo atenção ao seu potencial, tornando mais fácil para as empresas compreenderem os motivos para escolhê-lo. 

De maneira geral, quando se relaciona o marketing pessoal com as marcas dos investidores da ferramenta, ocorre o fortalecimento de ambas, uma vez que é estabelecida uma conexão das imagens e de suas causas, facilitando a empatia por elas e pela compra.

Como o marketing pessoal pode ser vantajoso?

Nesse contexto, a implementação de um marketing pessoal de qualidade pode se tornar um mecanismo muito vantajoso para os envolvidos. Pensando nisso, a seguir serão analisadas algumas de suas vantagens:

1 – Oportunidade de mostrar seu trabalho

É imprescindível ter em mente que os resultados de fazer um trabalho de extrema qualidade só surgirão se as pessoas desejadas passarem a vê-lo, desde o material até o esforço e dedicação impostos. 

O reconhecimento é proveniente do conhecimento por parte das pessoas almejadas, então, ao investir em formas de aumentar o seu destaque na visão do público, cria-se a oportunidade para demonstrar o trabalho em si.

Ou seja, por exemplo, um profissional que investe em um bom marketing pessoal e desenvolve um público que acompanha suas ações, faz com que ele seja mais visto pelas pessoas. 

Com mais pessoas confiando nele e gostando do que ele oferece, há uma oportunidade de expor seu trabalho de massagem redutora de medidas para clientes que já confiam no profissional e se sentem seguras para adquiri-lo. 

2 – Construção de autoridade

Outra vantagem é a possibilidade de construção de autoridade, ou seja, a chance de se tornar referência na área de atuação.

Isso acontece pois as pessoas passam a ver o profissional com uma visão qualitativa, de confiança, o que aumenta a sua credibilidade.

É a maneira de mostrar para os outros que esse indivíduo é um especialista entre os seus concorrentes no mercado, o que permite uma maior atração, manutenção e fidelização de clientes, além da melhora dos relacionamentos com eles. 

2 - Construção de autoridade

3 – Redução do ciclo de vendas

Um ponto muito vantajoso para as compras é a redução do ciclo de vendas, que torna-se possível com a realização do marketing pessoal, tendo como consequência uma maior economia de tempo e dinheiro.

Isso acontece devido ao aumento da confiança no profissional durante a jornada do cliente, possibilitando uma melhor tomada de decisões e de forma muito mais rápida, uma vez que não será necessário ficar considerando a ideia por muito tempo. 

Desse modo, se um cliente deseja contratar uma aula de pilates para coluna, ele irá preferir um professor em que confia e sabe que o trabalho é de qualidade. 

Com o marketing pessoal essa segurança já está estabelecida, então ele opta por ele antes, pois sabe que é bom. 

4 – Aumento da atração de clientes

A partir do momento em que uma pessoa se torna destaque em seu mercado de atuação, torna-se muito mais fácil chamar a atenção de novos compradores, o que pode ser até involuntário, em alguns casos. 

Isso acontece como consequência da aquisição de autoridade e destaque no mercado, pois a sua marca passa a ser referência, o que, obviamente, leva mais pessoas a escolherem, novamente devido à transmissão do sentimento de segurança.

Assim, se uma empresa de buffet de casamento simples passa uma imagem de qualidade e de confiança que seu serviço é bom, as pessoas ficarão mais inclinadas a contratá-la, visto que sabem que não irão se decepcionar, além de diminuir a procura. 

A importância no mundo profissional

Dessa maneira, o marketing pessoal demonstra a sua grande ligação com o mundo corporativo e os benefícios em relação ao mercado de trabalho.

Ele auxilia em diversas áreas, como na redução da timidez, no desenvolvimento de confiança e até mesmo para falar em público, além de:

  • Aumenta a autoestima do profissional;
  • Passa segurança para a figura do trabalhador;
  • Otimiza o trabalho feito em grupo;
  • Facilita o alcance dos objetivos profissionais;
  • Melhora a relação com os colegas de trabalho.

Logo, a aplicação de investimentos em ações de marketing pessoal pode ser uma ideia essencial para qualquer pessoa inserida no mercado de trabalho, a partir da melhora em diversos pontos e o auxílio para desenvolvimento próprio.

Como desenvolver o marketing pessoal?

De maneira geral, existe um conjunto de técnicas que auxiliam no desenvolvimento do marketing pessoal, garantindo que seu desenvolvimento aconteça de maneira assertiva e os resultados esperados sejam alcançados. 

Fale a verdade em todos os momentos

É preciso ter em mente que o marketing pessoal irá garantir que o profissional seja visto com maior confiança e segurança por parte dos compradores, o que exige que ele seja verdadeiro e transparente com todos a todo momento. 

Isso porque, por exemplo, se um profissional de assessoria empresarial deixar claro para seu público sobre os seus pontos fracos do momento, ele conseguirá fazer com que os clientes percebam sua veracidade a todo momento, servindo como um ponto positivo. 

Este ponto é muito importante, uma vez que, se os compradores descobrirem alguma mentira, toda a relação de confiança antes estabelecida é cortada, prejudicando todos os resultados e garantindo o efeito contrário, de uma imagem negativa. 

Fale a verdade em todos os momentos

Faça uma análise do cenário geral

Como visto, o marketing pessoal possui relação direta com a garantia de demonstração dos pontos fortes e únicos de um profissional, tornando-se necessário destacar os pontos que o diferenciam de seus concorrentes. 

Sendo assim, torna-se vital realizar uma análise do cenário em que se está inserido, permitindo um conhecimento das características dos outros e facilitando a identificação dos pontos de destaque. 

Logo, se um profissional de uma empresa de decoração de balão procura saber sobre as informações dos outros da sua mesma área, ele consegue perceber com facilidade que apenas ele defende o uso de materiais sustentáveis, por exemplo. 

Com isso, ele pode focar nesse ponto e mostrar para os consumidores como ele se difere, garantindo um marketing pessoal que seja de fato diferenciado e mais eficiente de uma forma geral. 

Conclusão

O marketing pessoal permite ao profissional encontrar e valorizar os seus pontos fortes, destacando-os para os seus compradores e desencadeando diversos benefícios, como foram analisados ao longo deste artigo. 

É válido destacar que esta é uma ferramenta capaz de beneficiar todos os profissionais, independentemente de suas áreas, sejam donos de escritórios compartilhados ou de lojas de departamento. 

Contudo, é muito importante considerar algumas ações para a sua implementação, para que as qualidades sejam destacadas de maneira assertiva, permitindo os seus resultados esperados e da melhor maneira possível.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso de oratória Quais os benefícios

Curso de oratória: Quais os benefícios?

O que é preciso para um bom marketing pessoal

O que é preciso para um bom marketing pessoal?