in ,

Como negociar minhas dividas? Confira nossas dicas

Como negociar minhas dividas Confira nossas dicas

Uma grande parcela da população possui alguma dívida, mas não sabe como se livrar dela.

Desse modo, as dívidas são fonte de dor de cabeça e até mesmo pessoas controladas financeiramente podem entrar em débito, pois imprevistos acontecem.

Ademais, em 2021 foi realizada uma pesquisa que mostrou que cerca de 70,9% da população brasileira possui alguma dívida, devido a compras excessivas no cartão de crédito, desemprego, inflação e falta de educação financeira.

Mas, eu tenho uma boa notícia para você: é possível se livrar das suas dívidas. Quer saber  como negociar suas dívidas? Então, confira o artigo a seguir.

Veja também: Dicas de como organizar as finanças pessoais.

Dicas de como negociar minhas dividas

Conheça suas dívidas

A primeira dica de como negociar minhas dívidas, é realizar um levantamento de todas as suas dívidas, independente da fonte – boletos, cartão de crédito, empréstimos.

Desse modo, inicialmente, o indivíduo precisa anotar em uma agenda ou planilhas todos os seus débitos.

Além disso, para facilitar o registro, a pessoa endividada pode registrar os seguintes dados: tipo da dívida, nome do credor, valor inicial/valor final, juros, parcelas.

Ademais, para facilitar o processo de negociação, o indivíduo deve registrar o telefone de contato e endereço do credor, para quando for negociar facilitar o procedimento.

Estruture um planejamento financeiro

Montar um planejamento financeiro é essencial para saber como negociar minhas dívidas, por exemplo, negociar dívidas com a Claro (ou outra operadora) pois consiste em determinar estratégias financeiras que irão auxiliar a usar o dinheiro da melhor forma.

Desse modo, no planejamento, o indivíduo se organiza para cumprir com suas obrigações financeiras mensais como suprir seus gastos, mas também realizar o pagamento de débitos em atraso.

Ademais, para realizar a negociação de débitos, primeiro é necessário estruturar um plano que integre as despesas, meta de poupança e desejos.

Além disso, é muito importante desenvolver o hábito de manter o plano financeiro organizado para que não haja possibilidades de adquirir novas dívidas.

Estruture um planejamento financeiro

Pague primeiro as dívidas com as taxas mais elevadas

As taxas são o principal problema relacionado ao endividamento, porque ao adquirir uma dívida, inicia o processo de inclusão de juros, que eleva o valor do débito.

Desse modo, quanto mais o tempo passa mais o valor pode aumentar, devido aos juros e se for juros compostos, o endividado pode ter uma grande dor de cabeça.

Ademais, os juros podem variar de acordo com o tipo de dívida, o credor, o tempo de demora para pagar, por isso é necessário elencar as dívidas com maiores juros.

Sendo assim, no momento de levantamento das dívidas, o indivíduo deve conhecer os juros e quais são mais elevados, para assim pagar aqueles com as maiores taxas primeiro.

Poupe dinheiro mensalmente

Para saber como negociar minhas dívidas, o indivíduo precisa ser muito realista quanto às suas condições financeiras.

Desse modo, de nada adiantará negociar as dívidas, se a pessoa não souber quanto poderá pagar mensalmente.

Ademais, para descobrir quanto conseguirá poupar mensalmente, o indivíduo pode analisar seus ganhos e gastos – fixos e variáveis e assim descobrir quanto conseguirá poupar.

Para isso, inicialmente, a pessoa pode escolher um aplicativo, planilha ou agenda de controle financeira e listar os ganhos e gastos mensais.

Em seguida, estruturar um orçamento baseado nas principais despesas e renda mensal. Por fim, determinar uma meta financeira, baseado em sua realidade.

Corte gastos desnecessárias

Se você tem o hábito de gastar com coisas desnecessárias e que não precisa, vai ser necessário cortar essas despesas.

Desse modo, ao realizar uma análise de gastos mensais mais detalhada, você poderá conhecer para onde seu dinheiro está indo e se está sendo bem gasto.

Ademais, para quem deseja sair de dívidas, será essencial cortar esses gastos e torná-lo um hábito, para não entrar em novas dívidas.

Além disso, o indivíduo poderá fazer isso de forma gradativa, cortando aos poucos os gastos desnecessários até conseguir cortar integralmente despesas desnecessárias.

Seja disciplinado

Nem sempre será fácil juntar ou poupar dinheiro, mas você precisa fazer isso para negociar suas dívidas.

Além disso, poupar dinheiro pode ser uma forma de conseguir descontos, se optar por não parcelar o débito.

Desse modo, pessoas que vão com dinheiro em mãos negociar suas dívidas, demonstram que estão realmente dispostas e conseguirão quitar o débito.

Sendo assim, nem sempre você terá motivação para juntar o dinheiro, por isso seja disciplinado para conseguir cumprir o objetivo de guardar dinheiro.

Seja disciplinado

Converse com o credor

Conversar com o credor é um passo muito importante na hora de negociar suas dívidas.

Desse modo, o ideal é que o endividado consiga conversar pessoalmente com o credor, e se for de forma presencial é ainda melhor.

No entanto, se não for possível uma boa ligação pode resolver esse impasse.

Ademais, ao entrar em contato com o credor, a pessoa endividado consegue negociar seus débitos e até conseguir condições de pagamento melhores, como melhores taxas, prazo de pagamento estendido, abatimento no valor.

Sendo assim, seu grande objetivo deve ser adequar seus débitos a sua capacidade de pagamento, baseado em seu objetivo de guardar dinheiro.

Substitua dívidas caras

Outra alternativa de como negociar minhas dívidas é realizar a substituição de dívidas mais caras, por dívidas mais baratas.

Por exemplo: se uma pessoa tem uma dívida com uma taxa de juros muito elevada, como os débitos de cartão de crédito ou cheque especial, poderá pegar um empréstimo com taxas reduzidas e quitar o débito.

Desse modo, seu objetivo é conseguir diminuir o valor que será pago com a redução de juros ao fim do pagamento do débito.

No entanto, ao optar por essa alternativa é necessário conhecimento do empréstimo e do Custo Efetivo Total, pois de nada adiantará sair de uma dívida e entrar em outra.

Ademais, uma alternativa para encontrar um bom empréstimo será utilizar os simuladores de crédito e assim você conhecerá diferentes alternativas e poderá escolher a mais vantajosa.

Conheça as condições especiais de pagamento

Uma forma de como negociar minhas dívidas é utilizar as condições especiais de pagamento ou ganhar desconto.

Dessa forma, existem feirões para limpar o nome, onde o endividado consegue negociar suas dívidas com grande abatimento, por exemplo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa declarar criptomoedas no Imposto de Renda

Precisa declarar criptomoedas no Imposto de Renda?

Investimento em criptomoedas conheça as 8 vantagens em começar

Investimento em criptomoedas: conheça as 8 vantagens em começar