in

7 dicas para melhorar a qualidade de vida com nutricionismo

7 dicas para melhorar a qualidade de vida com nutricionismo

O nutricionismo é uma área de estudos que ganhou notoriedade nos últimos anos, especialmente com a crescente preocupação com o bem-estar e qualidade de vida. 

Mais do que uma chance de emagrecer, também é uma maneira de cuidar da saúde e, por esse motivo, não é incomum que várias pessoas busquem por um auxílio de nutrição.

Vale dizer que a profissão de nutricionista exige formação em curso superior, em instituição reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação), com registro profissional no Conselho Regional de Nutricionistas (CRN).

Atualmente, além dos tradicionais cursos presenciais, existe a possibilidade de cursar nutrição diretamente online, em uma metodologia de educação a distância. 

A formação é multidisciplinar, com matérias diversas, como anatomia, fisiologia, bioquímica, avaliação nutricional, composição de alimentos, entre outros.

Além do bacharel, existe o curso de técnico em nutrição, um profissional com capacitação para administrar processos de controle de qualidade, orientar a respeito de higienização de alimentos, treinamento de funcionários e montagem de cardápios.

A preocupação com a qualidade dos alimentos tornou-se tão importante, que é possível encontrar cursos específicos de nutrição, de formação especial e pós-graduação, por exemplo. Inclusive, alguns profissionais, como especialista de fígado, buscam por esses conhecimentos, com o objetivo de oferecer um tratamento mais completo aos pacientes.

Contudo, apesar dessa preocupação saudável, a alimentação da grande maioria dos brasileiros é considerada ruim. 

Segundo uma pesquisa do Ministério da Saúde, apenas 23,7% da população ingere diariamente a quantidade de frutas, legumes e vegetais recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Além disso, 37,2% das pessoas comem alimentos muito gordurosos. Entre os homens, o percentual é ainda maior, alcançando 47,2%.

Por esse motivo, é importante que os diferentes profissionais da saúde, como um endocrinologista esportivo, saibam como orientar dietas adequadas para cada indivíduo, conforme as especificações e necessidades do organismo.

No artigo de hoje, confira algumas dicas de como melhorar a qualidade de vida com o nutricionismo e alcançar seus objetivos.

1 – Beba muita águaBeba muita água

Antes de partirmos para a relação dos nutrientes dos alimentos, o primeiro passo para melhorar a qualidade de vida é ter um consumo adequado de água. 

Essa recomendação é unânime para todos os profissionais da saúde, até mesmo durante uma consulta dermatologista particular.

Isso porque a água traz muitos benefícios para o organismo, entre os quais:

  • Melhora a elasticidade e hidratação da pele;
  • Estimula o funcionamento do cérebro;
  • Auxilia na digestão e absorção dos nutrientes;
  • Reduz a congestão nasal;
  • Ajuda no funcionamento dos rins.

A quantidade diária de líquidos que uma pessoa precisa ingerir depende de muitos fatores, como idade, peso, frequência de atividades físicas, condições climáticas, entre outros.

Inclusive, caso o paciente esteja passando por algum tipo de intervenção, como tratamento rugas profundas, a quantidade de água também pode ser diferente. 

Por esse motivo, é importante consultar um profissional da nutrição.

2 – Diminua o consumo de industrializadosDiminua o consumo de industrializados

Os alimentos industrializados, embora práticos e fáceis de consumir, podem ser maléficos ao organismo, já que os aditivos químicos encontrados neles podem causar hipertensão, diabetes e até mesmo o câncer.

Muito disso, deve-se ao excesso de substâncias que tornam os alimentos industrializados mais atraentes ao paladar, como aromatizantes, adoçantes, conservantes e antioxidantes. Contudo, eles podem causar inúmeras doenças e problemas ao corpo.

Por isso, os nutricionistas recomendam aumentar o consumo de alimentos in natura, ou seja, de verdade. 

Além de melhorar a qualidade de vida, uma dieta livre de industrializados ajuda a melhorar o funcionamento do corpo e até a perda de peso.

Assim, em uma alimentação pré treino para crossfit, prefira ingerir frutas, legumes e outras fontes saudáveis, ao invés dos famosos snacks industrializados.

3 – Melhore a qualidade do sonoMelhore a qualidade do sono

Uma pesquisa realizada pela National Health and Nutrition Exame Survey (NHANES), nos Estados Unidos, constatou que a qualidade do sono tem uma relação direta com a absorção de nutrientes. 

De acordo com o estudo, quem dorme menos de 7 horas por dia tem menores quantidades de vitaminas A, D e B1.

Além disso, a pesquisa também observou que os participantes que dormiam menos tinham menores taxas de magnésio, niacina, cálcio, zinco e fósforo.

Por esse motivo, fora a alimentação saudável e o consumo de água, a qualidade de vida também é diretamente afetada pelo tempo de descanso. 

Sendo assim, é importante tirar um tempo para dormir e recarregar as energias.

Aliás, dormir mal também aumenta o desejo por alimentos com açúcar e carboidratos – os grandes vilões para quem quer perder peso, ou para indivíduos que sofrem de diabetes, hipertensão e demais doenças crônicas.

4 – Conheça as necessidades de cada organismoConheça as necessidades de cada organismo

Em uma consulta ginecologista particular, as mulheres conseguem diagnosticar vários problemas, incluindo distúrbios hormonais. Isso é fundamental para orientar a dieta adequada, já que o funcionamento de cada organismo é único.

Diante disso, é preciso ter um equilíbrio nas refeições, conforme às necessidades do corpo, já que as dietas inapropriadas podem causas desequilíbrios metabólicos, ganho ou perda de peso descontrolado.

A isso, podemos acrescentar o aumento do colesterol, insulina, glicose, além da deficiência de nutrientes importantes para o organismo.

No caso de mulheres grávidas, o ideal é sempre ter um acompanhamento com um nutricionista, em conjunto com obstetrícia, visto que é necessário garantir a qualidade de vida para a mãe a para a criança.

Sendo assim, na bolsa maternidade feminina é recomendável sempre carregar as recomendações médicas, a fim de evitar possíveis transtornos.

O mesmo é válido para pessoas que possuem alergias e restrições alimentares.

5 – Pratique exercícios físicosPratique exercícios físicos

A prática de atividades físicas é essencial para uma qualidade de vida melhor. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o recomendável para uma pessoa adulta é a prática de 150 minutos de exercícios físicos semanais.

Em conjunto, é preciso adequar uma dieta, conforme a rotina de vida de cada praticante de exercício físico, com os substratos suficientes para fonte de energia. 

Importante dizer que os exercícios físicos são fundamentais para diminuir a incidência de doenças crônicas, ajudar na perda de peso, contribuir para aumentar a massa muscular, além de reduzir significativamente os níveis de estresse.

Desse modo, vale a pena superar o sedentarismo e mudar para uma vida mais ativa.

6 – Cuide da saúde mentalCuide da saúde mental

Mais do que os cuidados com o corpo, procurando profissionais do nutricionismo para a orientação de dietas adequadas, a qualidade de vida está diretamente atrelada com a saúde mental.

A própria OMS define que o conceito de saúde como algo abrangente, sendo um completo estado de bem-estar físico, mental e social.

Por isso, investir em uma depilação a laser masculina, por exemplo, se é algo que faz bem ao indivíduo, também é algo que deve ser levado em consideração para melhorar a qualidade de vida.

Cuidar da saúde mental também é uma maneira de diminuir a incidência de transtornos. 

Embora muito deles tenham origem de fatores genéticos, as pressões do ambiente e condições socioeconômicas também aumentam os riscos para debilidade da saúde mental.

Sendo assim, dedique um tempo para cuidar de si mesmo e, se necessário, busque ajuda especializada.

Inclusive, muitos transtornos alimentares estão diretamente associados à saúde mental dos pacientes. Nestes casos, o ideal é procurar um nutricionismo comportamental, para ajudar não só com dietas, mas também em questões psicológicas mais profundas.

7 – Evite dietas restritivasEvite dietas restritivas

Muito populares na internet, as dietas restritivas fazem sucesso ao prometer uma perda de peso rápida. 

No entanto, embora pareçam “milagrosas”, elas não funcionam de verdade e, além disso, podem contribuir para o desenvolvimento de uma série de transtornos alimentares.

Afinal de contas, as dietas restritivas geram o sentimento de culpa, além de classificar os alimentos como “bons” ou “maus”, sendo que todos eles possuem suas qualidades.

Por isso, se o seu objetivo é perder peso, o melhor é fazer isso com saúde, procurando a ajuda de um nutricionista que irá orientar o cardápio ideal, conforme as características do seu biotipo e organismo.

Conclusão

O nutricionismo é um grande aliado da qualidade de vida, visto que a alimentação saudável é uma das premissas para o bem-estar. 

Por esse motivo, os profissionais formados em nutrição, bem como pessoas que tenham feito cursos de capacitação na área, são os mais qualificados para orientar a população no consumo consciente dos alimentos.

Mais do que excelência técnica, o nutricionismo também precisa dedicar-se a conhecer os demais fatores envolvidos na qualidade de vida dos indivíduos, como os aspectos socioeconômicos, os comportamentos de cada pessoa, as influências do meio, entre outros.

Por isso, melhorar a qualidade de vida com nutricionismo vai muito além de seguir uma dieta e praticar atividades físicas com regularidade. 

Assim, como uma formação completa, é possível promover o bem-estar das pessoas e contribuir para uma vida saudável.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Referências

https://www.maispfizer.com.br/por-que-beber-agua-e-tao-importante-para-o-corpo#:~:text=Auxilia%20na%20digest%C3%A3o%20%2D%20o%20l%C3%ADquido,preven%C3%A7%C3%A3o%20de%20pedras%20nos%20rins.

https://www.guiadacarreira.com.br/carreira/nutricao/

https://www.tecnicageracao.com.br/blog/o-que-faz-um-tecnico-em-nutricao/#:~:text=O%20t%C3%A9cnico%20em%20Nutri%C3%A7%C3%A3o%20pode,higieniza%C3%A7%C3%A3o%20de%20alimentos%20em%20supermercados.

https://www.guiadacarreira.com.br/carreira/nutricao/

https://revistaglamour.globo.com/Beleza/Fitness-e-dieta/noticia/2017/01/dieta-como-eliminar-os-alimentos-industrializados-da-sua-vida.html

https://drvictorsorrentino.com.br/sono-ruim-e-ma-nutricao/

https://blogeducacaofisica.com.br/qualidade-de-vida/#:~:text=De%20acordo%20com%20a%20Organiza%C3%A7%C3%A3o,forma%20conveniente%20para%20o%20praticante.

https://www.imtep.com.br/site/2018/08/24/dicas-de-nutricao-para-uma-vida-mais-saudavel/

https://hospitalsantamonica.com.br/a-saude-mental-e-a-importancia-dela-na-vida-das-pessoas/

https://www.dicasdemulher.com.br/motivos-para-nao-adotar-dietas-restritivas/

http://www.vale.com/brasil/PT/aboutvale/news/Paginas/Nutricionista-compartilha-dicas-para-melhorar-qualidade-de-vida-e-manter-boa-alimentacao-durante-a-quarentena.aspx

https://www.conquistesuavida.com.br/noticia/bem-estar-alimentar-6-passos-para-melhorar-a-vida-atraves-da-alimentacao_a3032/1

2 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que é empatia

O que é empatia

Como fazer contas de porcentagem

Como fazer contas de porcentagem ?