in ,

Roupas sem gênero: aprenda como incorporar no seu look

Roupas sem gênero aprenda como incorporar no seu look

Roupas sem gênero: aprenda como incorporar no seu look

Nos últimos anos a moda começou a focar não apenas no estilo em si, mas no conforto das pessoas ao usá-las.

Por isso já vemos muitas marcas criarem peças que não são femininas nem masculinas, as chamadas unissex que agora também possui um novo termo: genderless.

De forma simplificada esse conceito nomeia um movimento que transcende o físico e as peças de roupas.

E por isso, a moda está cada vez mais atenta a novidades como essa e aderindo ao movimento de peças que são pensadas para todas as pessoas, para todos os gêneros e sem nenhum tipo de barreira.

O importante nesse quesito é se sentir bem na própria pele e livre ao usar qualquer roupa, sendo assim, você pode escolher tanto blusas femininas da moda quanto outras peças retrô que estejam de acordo com o seu estilo e está tudo bem.

Para entender mais um pouco vamos aprofundar no assunto. Voltando ao termo “unissex”, ele surgiu nos anos 60 e inicialmente tinha o único objetivo de informar a todos que um determinado estabelecimento vendia roupa para ambos os gêneros ou até mesmo um salão que atendia tanto homens quanto mulheres.

Atualmente esse termo caiu em desuso e não condiz mais com a realidade que vivemos, para se ter uma ideia, atualmente a sociedade possui mais de 31 tipos de gêneros não-binários (feminino ou masculino).

Hoje em dia vemos as roupas mais com uma forma de expressão, independentemente do gênero.

Por isso, hoje basta ter criatividade para poder ousar e ser feliz nas roupas que te agradarem mais. Por isso vamos dar alguns exemplos de roupas que podem ser usadas por qualquer pessoa. Vem dar uma olhadinha!

Cores e estampas

A moda que engloba a todos vai muito além de uma cor na paleta de cores e estampas lisas e discretas.

Então se deseja uma peça colorida independente do gênero é só escolher a cor e a estampa que te agrade para trazer alegria e alto astral para seu look.

Cores e estampas

Jaqueta parka

Influenciadas pela moda militar, as parkas estão presentes no guarda-roupa de muitas pessoas e fazem parte da moda sem gênero.

A peça costuma ter vários bolsos e também cordão na cintura que serve para ajustar de acordo com o gosto, além disso pode até ter um capuz removível.

É uma peça que consegue gerar diversas combinações, inclusive, há quem adicione a jaqueta em um look com vestido midi, muito estiloso não é mesmo?!

Moletom

Já foi o tempo onde os moletons eram usados só para praticar esportes ou para ficar em casa. Atualmente podem ser usados em diversas ocasiões perdendo totalmente o status de roupa desleixada.

Essa, definitivamente, é uma peça que todos devem ter para usar em inúmeras combinações e usados com diversos acessórios para trazer um pouco de sua personalidade para o visual.

Camiseta longline

As camisetas por si só já são divertidas, charmosas e uma ótima alternativa para variar o look, trazer conforto e estilo para quem usa.

Mas o modelo longline que está na lista da moda sem gênero é diferenciado por possuir um tamanho extra em seu comprimento, geralmente na região da silhueta.

Dessa forma tanto homens quanto mulheres podem utilizar sem nenhum medo. Elas caem super bem no corpo e combinam facilmente com uma calça jeans.

Camiseta longline

Jogger

A calça jogger é basicamente do mesmo tecido de moletom. Feitas de malha, algodão e até mesmo em um jeans mais leve.

A parte que diferencia é o elástico na barra e também na amarração da cintura.

Pode ser usada tanto em uma composição com salto alto e blusa social ou até mesmo com um tênis ou mocassim. Ou seja, super sem gênero.

Macacão

Para finalizar não poderíamos deixar de falar do macacão ou jardineira.

A gente nem precisa falar o quanto elas são sem gênero não é mesmo? Só pelo seu formato já dá para notar que ela é uma peça extremamente democrática.

As versões em jeans são as mais utilizadas mas atualmente há também versões em tecidos mais leves, fazendo com que ela seja mesclada com outras peças e também pode ser usada com uma sobreposição.

Então, deu para perceber o propósito de algumas dessas peças?

Elas podem ser chamativas ou até mesmo básicas, mas o que é preciso lembrar é que a ideia central não é você ir escolher uma roupa na sessão do gênero oposto e sim ir atrás de peças que não possuem marcações de gênero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vale a pena investir em criptomoedas Entenda neste artigo

Vale a pena investir em criptomoedas? Entenda neste artigo

Você conhece a etapa de modelagem de roupas na costura

Você conhece a etapa de modelagem de roupas na costura?