in

Saúde mental: como a psicologia ajuda no dia a dia? 

Saude mental como a psicologia ajuda no dia a dia 1

Ao longo dos últimos anos, muitas pessoas passaram a dar mais valor para as questões relacionadas à saúde mental, procurando uma maior qualidade de vida emocional. 

Além de ter o controle ou a ausência de doenças, uma saúde mental bem cuidada proporciona um controle para que possamos lidar com problemas e desafios cotidianos ou eventuais, evitando desgastes profundos.

O interesse por esse controle mental passou a ser mais observado em nossa sociedade com a evolução dos comportamentos, quase sempre entrelaçados com a popularização de novas tecnologias e formas de viver.

Para combater comportamentos mentais desregulares, profissionais de psicologia e medicina têm sido cada vez mais requisitados, algo visto como positivo em questões sanitárias públicas, pois mostra um grande interesse por tratamento.

Essa é uma resposta boa para ideias estigmatizadas, que por séculos trouxeram olhares negativos para pessoas com problemas psicológicos e para seus tratamentos. Por muito tempo era comum achar essas eram situações que demonstravam fraquezas.

Esse foi um pensamento modificado recentemente, nos anos 2000, com a aprovação da Lei Antimanicomial, que previu o fortalecimento de centros psiquiátricos. 

Com isso, ao invés dos pacientes enfrentarem internações que muitas vezes provocavam ainda mais consequências psíquicas a eles, por conta de agressividades e total isolamento, essas pessoas passaram a ter tratamentos respeitosos e humanizados.

De acordos com dados de órgãos de saúde brasileiros, o aumento no número de centros especializados no país possibilitou uma maior procura do serviço.

Desde o ano de 2004 até o ano de 2017 a presença das clínicas passou de 515 para 2.462 no país. Além desses locais específicos, houve um aumento em espaços de tratamento para vícios, como narcóticos e alcoólicos anônimos.

Nesses locais muitas pessoas com distúrbios psíquicos também passaram a procurar ajuda e conversa, numa tentativa de curar vícios e instaurar uma melhor saúde mental

A saúde mental na era digital

saude mental como a psicologia ajuda no dia a dia

Cada vez mais estamos vivendo nossas vidas de forma acelerada, sempre com uma sensação de estarmos atrasados e precisando desempenhar vários papéis ao mesmo tempo ou em um curto período. 

A cada avanço o mundo passa a ser mais digital, e com isso acaba introduzindo mais funções e ações rápidas, e é claro que nosso corpo e nossa mente sentem as dificuldades em se adaptar a isso, ocasionando os tais transtornos mentais.

Vemos isso quando, ao mesmo tempo em que acordamos já somos automaticamente bombardeados por notícias. Vamos trabalhar e pelo celular recebemos demandas profissionais cada vez mais rápidas, o que nos impõe uma sensação de urgência.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade Maryland, nos Estados Unidos, e feita com a ajuda de jovens entre os 17 e 23 anos, foi possível constatar que a dependência tecnológica se assemelha ao uso de drogas, causando sérios problemas para a saúde.

Um desses problemas principais está relacionado à saúde mental, que acaba sendo afetada, apresentando sinais como isolamento, confusão, ansiedade e outros. 

E esses sintomas de instabilidade mental sempre existiram, mas só começaram a ser observados recentemente, muitas vezes em nossa família, nosso grupo de amigos, nas equipes de trabalho e, até mesmo, em nossa própria rotina. 

Conheça as três principais doenças:

1 – Ansiedade

A ansiedade está ligada a sentimentos que fazem nossos corpo e mente paralisar, seja por medo, preocupação, desmotivação ou qualquer outro motivo que resulte em uma instabilidade generalizada, travando uma pessoa e impossibilitando qualquer ação.

Geralmente os sintomas começam com falta de ar, coração acelerado, mãos e membros trêmulos e outros. Muitas pessoas conhecem a ansiedade, atualmente, como a doença da geração, justamente por ser bastante comum entre jovens adultos.

Por exemplo, é comum sentir sensações de nervosismo e aceleração cardíaca em treinamento funcional para obesos

Mas não é nada normal sentir isso parado numa cadeira de escritório, sem se mexer e sem ao menos falar com ninguém. Isso acontece, muitas vezes, por conta de preocupações, pensamentos pessimistas, traumas e outras causas. 

2 – Depressão

De acordo com a OMS, cerca de 12 milhões de pessoas sofrem com a depressão apenas no Brasil, e em um cenário mundial esse número é ainda maior.

Essa é uma doença que pode parecer silenciosa, mas se prestar atenção nos detalhes é possível trabalhar com medidas preventivas.

Geralmente esse transtorno produz uma alteração geral de humor, fazendo prevalecer a sensação de tristeza profunda. Isso faz com que muitas pessoas que passam por isso fiquem totalmente paralisadas numa cama, muitas vezes preferindo a morte.

São muitas as possíveis ocasiões que causam o início dos sintomas, variando de pessoa para pessoa, podendo ser desde a morte de um parente até problemas no trabalho.

Além da tristeza, uma pessoa com depressão tende a ter pensamentos negativos sobre si e o mundo, insônia, falta de alegria e preferência por não fazer contato com outras pessoas, preferindo o isolamento. Nesses casos é necessário atendimento médico domiciliar.

3 – Transtorno bipolar

O transtorno de bipolaridade compreende ações que ora são depressivas, ora são enérgicas, causando um pico e queda de sentimentos e emoções que apresentam dificuldades no sono e em atividades rotineiras, provocando comportamentos múltiplos.

Essa fase de instabilidade mental pode durar dias ou semanas, sendo que cada pessoa pode vir a sentir e identificar comportamentos diferenciados.

Por exemplo, em uma casa de repouso Zona Leste uma idosa passa algumas semanas jogando baralho e se divertindo com amigos, e outras dentro de um quarto. Essas realidades dúbias acabam surgindo de tempos em tempos e podem ser notadas.

Entenda qual a importância do tratamento

saude mental como a psicologia ajuda no dia a dia 2

Para vivermos de forma saudável e enfrentarmos os desafios e atividades diárias de sobrevivência, desde relacionamentos com pessoas e com a sociedade, até mesmo demandas e compromissos de trabalhos, precisamos cuidar de nossa saúde mental.

E é aí que entra a importância de consultas com psicólogos ou, em alguns casos, psiquiatras, profissionais responsáveis pelos mais diversos tratamentos, por exemplo, manipulação de creme para rosto voltado para cura de ansiedade.

Os tratamentos clínicos são dos mais diversos, tudo dependendo de qual seu principal distúrbio e a intensidade dele. São sessões de terapia, prescrições médicas, conversas em grupo, reuniões familiares em consultórios e até mesmo o começo de novas atividades.

É o caso, por exemplo, de tratamentos psicológicos que utilizam exercícios. Alguns médicos sugerem que pacientes com ansiedade, por exemplo, tenham o costume de fazer movimentações físicas, em especial treino funcional de alta intensidade.

Essa prática favorece infinitamente o corpo e a mente, trabalhando para receber ativos e liberando hormônios que auxiliam no combate a doenças que afetam a saúde mental.

Uma outra opção de relaxamento e diminuição dos efeitos prejudiciais do desequilíbrio mental é focar em atividades que relaxem o corpo ou que levantem a autoestima, como massagem modeladora masculina.

Pacientes que enfrentam depressão costumam depreciar suas próprias imagens, passando crises em que não conseguem ao menos olhar a si mesmos em espelhos, justamente por conta de uma relação conflituosa com suas imagens.

Nesses casos, pode ser interessante apostar em atividades voltadas à estética, mas de maneiras divertidas e relaxantes como, ainda, limpeza de pele profunda profissional, maquiar-se, cortar o cabelo, fazer as unhas, tomar um banho relaxante e outras ideias.

Uma outra possibilidade, muito ressaltada por médicos para pacientes que já tentaram outros métodos, é apostar em novas atividades.

É interessante que essas pessoas que estão buscando por melhorias mentais tenham a possibilidade de praticar algo diferente, principalmente se isso ocorrer no convívio de pessoas desconhecidas como em uma aula de canto iniciante, por exemplo.

Ajuda e melhorias diretas da saúde mental

Potencializando tratamentos adequados com práticas de novas atividades e criação de novas rotinas, é possível fazer com que a saúde mental consiga ficar estabilizada, permitindo mudanças positivas na vida diária.

É importante procurar ajuda profissional ou até mesmo oferecer elas para amigos e parentes, justamente porque as principais consequências das doenças ou síndromes mentais são perdas graves ou fatais.

É importante frisar que pessoas que lidam ou convivem próximas a pacientes em tratamento devem sempre participar da forma que puderem dos processos de terapia.

Uma boa dica dada pelos próprios profissionais é dispor de tempo e compreensão para ouvir pessoas que queiram conversar ou até mesmo desabafar. Em alguns casos, essa é uma das únicas vontades de quem está passando por distúrbios.

Algumas das principais melhorias físicas, mentais e comportamentais com o auxílio de terapias são:

  • Recuperação de lesões cerebrais;
  • Potencializar o desenvolvimento de crianças;
  • Ajudar a acabar com vícios;
  • Melhorar sensação de luto;
  • Ajudar em questões financeiras;
  • Auxiliar falas em público;
  • Melhorar relacionamentos;
  • Melhorar a produtividade.

Além de todos os pontos abordados anteriormente, a psicologia também pode ser uma ótima válvula de escape para quem está enfrentando problemas ligados à saúde mental. Por isso, apostar nesse segmento é de grande valia.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você gostou?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

Comments

comments

Curso de idioma entenda os benefícios

Curso de idioma: entenda os benefícios

Saiba mais sobre o mercado de gastronomia atual

Saiba mais sobre o mercado de gastronomia atual