in , ,

Viajar com animal de estimação: 7 dicas para uma viagem tranquila

Viajar com animal de estimação 7 dicas para uma viagem tranquila

Quando escolhemos um animal de estimação para nossa vida, seja adotando ou comprando, sabemos que muitas responsabilidades são parte dessa escolha. Assim, novas preocupações passam a existir, como cuidar, vacinar e viajar com um animal de estimação.

Muitas pessoas abrem mão de realizar viagens, pois imaginam que não haverá alguém para cuidar de seu bichinho ou, ainda, pensam que hospedagem e cuidadores são opções muito caras. Mas, já pensou que levar seu animal com você pode ser a melhor alternativa? 

Deve-se levar em consideração os hábitos de seu animalzinho, bem como consultar o veterinário que já o acompanha para tomar essa decisão, mas seguindo nossas dicas, é possível ter uma viagem tranquila e divertida junto com seu pet. Acompanhe a leitura!

1 – Faça um checklist da viagem

Para ter tudo certo, pode ser muito útil criar uma checklist com todas as necessidades de seu amigo e, assim, garantir que nada será esquecido. Para isso, sugerimos alguns itens como:

  • Marcar banho e tosa higiênica;
  • Visitar o veterinário;
  • Verificar todos os documentos de saúde;
  • Preparar a mala do pet, com ração e brinquedos;
  • Verificar itens de segurança;
  • Checar o itinerário pet friendly;
  • Fazer roteiro para o dia da viagem. 

Por mais felizes e relaxantes que possam ser, viagens também podem causar estresse no momento da partida, por ser necessário lembrar de muitos detalhes e não esquecer nenhum item importante, especialmente com crianças e animais. 

Levando isso em consideração, criar listas com todas as necessidades de seu animal terá o poder de te deixar mais tranquilo e garantir que nada seja esquecido para seu bicho de estimação. 

2 – Consulte um veterinário

Antes de mais nada, é importante levar o animal até o profissional que já o acompanha, para relatar como será a viagem e o que será necessário providenciar para que seu bicho de estimação possa acompanhá-lo. 

Deve-se ter em mente que, dependendo do tipo de viagem e tempo de duração, alguns cuidados são importantes para garantir o bem-estar de seu animal. Se a viagem for de carro, considere o espaço que ele terá e veja com o veterinário se um calmante será útil. 

O animal, em uma viagem muito longa, poderá ficar agitado ou até mesmo enjoado. Por isso, a recomendação do profissional que o acompanha será fundamental para acertar a medicação e as providências que você deverá tomar. 

É importante garantir que o pet ficará bem em todos os momentos da viagem, desde a saída de casa até o translado de van que os levará até o hotel. 

Se a viagem for de avião, outros cuidados deverão ser tomados em relação à vacinação, bem como os documentos que o veterinário deverá fornecer para garantir a saúde do pet. 

Por se tratar de uma forma mais estressante, o profissional saberá aconselhar melhor sobre a decisão mais assertiva.

3 – Providencie documentos obrigatórios

Quando se trata de uma viagem de avião ou, até mesmo de carro, mas internacional, é possível que sejam exigidas comprovações da saúde do animal, como uma carteira de vacinação atualizada. 

Ainda, é comum que o veterinário tenha que fornecer uma carta atestando sobre a saúde do animal, com dados como idade, particularidades e ratificando a carteira de vacinação, o que pode ser fornecido até em uma clínica veterinária popular. 

É importante buscar tudo isso com antecedência, para garantir que não haja uma preocupação a mais e qualquer empecilho no momento de viajar com seu animal de estimação.

4 – Viagem tranquila para todas as espécies

Ao procurar dicas de viagem com seu pet, é comum que encontremos muitas informações voltadas para cachorros e algumas para gatos. Mas, se seu amigo é de espécie exótica, como aves ou roedores, não há motivos para não levá-lo para viajar com você. 

No entanto, é fundamental garantir que suas necessidades, que são mais particulares, sejam atendidas, além de considerar o que é essencial para que a espécie não se sinta desconfortável.

Como cuidar da temperatura e garantir que a gaiola de transporte seja adequada, por exemplo. 

4 - Viagem tranquila para todas as espécies

5 – Providencie um transporte adequado 

Entre os donos de animais que costumam passear com seus amigos no carro, é comum deixar o pet solto no banco de trás ou porta-malas com abertura. A cena clássica do cachorro na janela com vento no rosto costuma ser o que se pensa em viagens. 

Isso, porém, não é a melhor opção, porque deve-se considerar a segurança do animal acima de tudo. Com o animal solto no carro, a chance de acidentes aumenta muito, uma vez que o pet pode se assustar ou ficar nervoso e atrapalhar o motorista. 

Mesmo que seu animal já tenha hábito de estar em um carro e de andar ao seu lado enquanto você dirige, mesmo com a segurança de ter um airbag frontal, imprevistos podem acontecer, por isso, todo cuidado é pouco. 

Atualmente no mercado,existem três opções comuns para transportar seu animal no carro: a caixa de transporte clássica, fechada e segura; a bolsa de transporte, geralmente para animais de porte menor; e a cadeirinha de viagem. 

É possível também utilizar cinto de segurança para animais, que será preso na guia e no próprio encaixe do carro, facilitando a instalação e aumentando sua segurança, bem como de seu amigo. 

Ademais, é importante garantir que seu animal já conheça o carro que irá viajar e esteja minimamente acostumado a estar com o veículo em movimento, para garantir que não acontecerão maiores sustos, uma vez na estrada. 

Mesmo que você proteja bem os bancos, é impossível garantir que algum acidente não vá acontecer, por isso, deixe para fazer uma limpeza de bancos automotivos quando retornar e quiser deixar seu carro limpo e pronto para outra aventura.

6 – Fazendo suas reservas

Quando for planejar seu itinerário para a viagem, é imprescindível garantir que seu roteiro seja pet friendly ou, na hipótese de um passeio ou programa não comportar seu animal, garantir que terá onde deixá-lo e que estará bem cuidado. 

Muitas pessoas se planejam em relação à acomodação, mas não verificam se as opções de lazer e alimentação também acompanharão a exigência de receber seu animal de estimação. 

Por isso, já se adiante e busque programação para seu pet, como ida a um restaurante pet friendly, além de um cuidador no hotel que poderá receber o animal caso você tenha que deixá-lo para realizar algum programa ou passeio. 

7 – Colocando o pé na estrada

Quando o dia finalmente chegar, alguns cuidados poderão fazer o trajeto mais tranquilo para todos os envolvidos, garantindo que seu animal tenha um bom momento quando estiverem na estrada.

Antes de mais nada, forre o espaço que o animal ficará com toalhas mais velhas ou jornais, para garantir que fique seco e confortável para seu pet. Se o pet não ficar em um espaço próprio, garanta com jornais a proteção do carpete de rolo para banco do carro. 

Tome o cuidado de alimentá-lo com pequenas porções e longe do momento que forem sair com o carro, assim, seu amigo estará bem alimentado e com menos chances de ter um mal estar no decorrer da viagem. 

Durante o trajeto, por mais curto que seja, é essencial realizar paradas para verificar como o animal está e garantir que beba água em quantidade necessária, mas não em excesso, uma vez que pode provocar vômitos se o animal for suscetível a isso. 

Se o percurso for mais longo, o ideal é que haja uma parada a cada uma hora e meia, para que o animal possa andar, fazer necessidades e se hidratar melhor. Nesse momento, todo cuidado é pouco, portanto, não deixe o animal sem a guia de forma alguma. 

Assim que chegarem, já instale seu amigo no novo ambiente, mostrando todo o espaço e garantindo que ele possa cheirar e reconhecer o local. Isso é muito importante para que ele se sinta seguro e tranquilo nos dias que passarão fora de casa. 

7 - Colocando o pé na estrada

Considerações finais

Viajar com seu amigo tem tudo para ser uma experiência feliz para ambos, garantindo que você fique tranquilo e saiba que seu pet está bem cuidado. A escolha de um hotel ou acomodação confortável fará toda diferença para vocês. 

Seguindo as recomendações, é possível garantir que não haja imprevistos e que seu animal fique seguro durante todo o trajeto, sendo ele realizado por carro, avião, barco, ou até mesmo, um táxi de luxo

Nessa hora, planejamento é fundamental para evitar estresses e garantir que seu bichinho fique bem acomodado. 

Hoje em dia, a maioria dos lugares se prepara bem para receber animais, sendo que hotéis e restaurantes costumam oferecer até mesmo mimos e cuidados especiais para seus visitantes de quatro patas. 

Por isso, se o coração apertar e sentir que seu amigo merece estar no momento de descanso e descontração, não hesite em levar seu pet para viajar com você e ter ao seu lado na hora das férias o seu companheiro de todos os dias. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Hostel 5 benefícios para escolhê-lo

Hostel: 5 benefícios para escolhê-lo

Viagem relaxante 12 destinos para aliviar o estresse

Viagem relaxante: 12 destinos para aliviar o estresse