in ,

Metaverso: tudo sobre essa nova tendência do mundo virtual no mercado 

Metaverso tudo sobre essa nova tendência do mundo virtual no mercado 

Atualmente a tecnologia vem avançando cada vez mais por meio de mecanismos que fazem com que o usuário passe a ter experiências totalmente reais no universo digital e o conceito de Metaverso promete muitas novidades para os próximos anos. 

Tanto a inteligência artificial (IA) quanto a realidade virtual e aumentada já vêm sendo utilizadas nesse sentido, e o grau de realismo aparece fortemente em praticamente todas as novas mídias e tecnologias como nos jogos e até nas compras de produtos ou serviços. 

Já não é mais surpresa quando uma pessoa ao participar de um jogo age como se fosse de forma realista, mesmo estando em um mundo paralelo onde é possível até mesmo utilizar um serviço de lavagem de tapetes a seco no Metaverso. 

Isso significa que mesmo estando distante o usuário pode ser transportado para um mundo virtual e as coisas acabam acontecendo de forma natural com alto grau de realismo sem nenhum tipo de comprometimento.  

O que é Metaverso? 

Essa é pergunta é feita frequentemente por pessoas que estão entrando nesse mundo agora, e o Metaverso significa um mundo fictício que tem como objetivo reproduzir a realidade utilizando tecnologias como a realidade virtual e aumentada. 

Com ele é possível gerar um avatar, manter diálogo com as pessoas, jogar ou fazer compras virtuais de estabilizador de energia industrial por exemplo.  

Por outro lado, as empresas podem vender itens digitais e realizar anúncios dos seus produtos e serviços.   

A internet tem aproximado cada vez mais as pessoas, principalmente quando estão distantes, como no caso da pandemia, que exigiu um grande afastamento entre as pessoas e sair de casa tornou-se algo que deveria ser feito apenas em urgências. 

Mas, ainda diante da possibilidade de fazer videochamadas ou bater papo por um chat, a experiência de sair tornou-se algo impossível de ser reproduzido e nesse sentido o mercado tem grandes expectativas com o Metaverso.  

Ou seja, o Metaverso promete muito nessa área de interatividade não sendo apenas um modismo, mas uma forma de criar mais espaços virtuais coletivos unindo a vida real de uma empresa de impermeabilização de estofados à virtual ao fornecer esse serviço. 

Dessa forma são abertas novas possibilidades para os usuários interagirem online por meio de dispositivos como óculos de realidade virtual que aproximam o ambiente de um jogo, por exemplo, dando a sensação de estar acontecendo bem em frente aos olhos.  

O objetivo não é apenas que o usuário possa visualizar o conteúdo mas estar dentro dele, passando por uma experiência imersiva onde a realidade virtual passa a ser vivida como se estivesse realmente acontecendo no mundo real.  

O que é Metaverso? 

Como surgiu o Metaverso? 

Apesar do nome ter entrado em destaque no ano de 2021 quando Mark Zuckerberg mudou o nome do Facebook para Meta lançando o primeiro Metaverso, batizando-o de Horizon Worlds. Esse conceito não surgiu do criador da rede social, mas sim décadas antes.

A criação desse conceito surgiu por meio do escritor norte americano Neal Stephenson, no livro Snow Crash de 1992, onde é descrito um jogo no qual um entregador de pizza era um samurai no mundo virtual. 

Mas existem outros tipos de Metaverso disponíveis há mais tempo, como o Sandbox e o Decentraland e esse livro inspirou a criação de outros jogos como por exemplo o Second Life onde são criadas vidas paralelas no universo digital. 

Imagine uma funilaria Chevrolet onde o mecânico pode dar informações para o proprietário de um veículo apenas de forma virtual com o uso de um óculos que aproxima o carro a tal ponto de ele ser visualizado em todos os detalhes.  

O mercado aposta muito no recurso do Metaverso porque esse sistema permite uma série de inovações como a experiência imersiva em jogos por exemplo e ele pode ser aplicado em diversas áreas empresariais como: 

  • Escolas; 
  • Hospitais; 
  • Desenvolvedores de software; 
  • Ciência de dados; 
  • Laboratórios; 
  • Gerenciamento de produtos; 
  • Profissionais de marketing; 
  • Análises financeiras.

O universo de criações virtuais é imenso e na área educacional, por exemplo, ele permite que os alunos visitem museus e conheçam outras culturas participando de cursos sem que seja necessário sair da escola.

É um passeio real onde o aprendizado por ser adquirido. 

Tecnologias necessárias no Metaverso 

Para que o Metaverso possa ser implantado nas empresas é necessária uma infraestrutura tecnológica que forneça capacitação aos computadores, ótima conectividade e armazenamento adequado. 

O 4G não dá suporte para esse fluxo de informações e por isso o 5G é essencial para esse universo digital porque somente ele tem condições de habilitar as tecnologias para impermeabilização de parede, por exemplo. 

E nesse sentido são usados sensores de conexão, realidade virtual e aumentada e a inteligência artificial. As tecnologias necessárias são: 

  • Realidade aumentada VA; 
  • Criptomoedas e NTFs; 
  • Blockchain; 
  • Armazenamento em nuvem; 
  • Hardwares; 
  • Realidade virtual.

A realidade aumentada é parte essencial do conceito de Metaverso, mas para que as pessoas possam interagir no ambiente virtual é necessário dispositivos e sensores conectados entre si através da Internet das Coisas (IoT).  

O Metaverso não limita a localização geográfica do usuário e as transações como a compra de painel fotográfico para parede de quarto, por exemplo, podem ser realizadas em qualquer cidade por meio das criptomoedas e não por dinheiro real.  

Esses criptoativos têm um papel importante no desempenho do Metaverso e os tokens não fungíveis, conhecidos popularmente como NTFs, funcionam como um certificado de propriedade daquilo que é comprado. 

Portanto eles garantem a aquisição e atestam a compra de uma cobertura de policarbonato, por exemplo, atestando a autenticidade. 

Um NTF pode conter um smart contract, que é um contrato inteligente, gerando um protocolo de computador auto-executável feito para facilitar a negociação dessa compra permitindo confiabilidade nas transações online.  

Essas transações são legitimadas por blockchain cuja tecnologia permite o rastreamento do envio e do recebimento de informações veiculadas pela internet conferindo-lhe segurança.  

Blockchain são dados criptografados em blocos que armazenam as informações financeiras e a aprovação destes blocos é que conferem segurança às transações financeiras.  

O Metaverso demanda um volume considerável de informações mesmo porque as tecnologias utilizadas no meio virtual consomem e armazenam dados volumosos sobre uma cabine primária alta tensão e o armazenamento em nuvem é fundamental.  

Tecnologias necessárias no Metaverso 

Para que o Metaverso seja habilitado são necessários novos softwares para os consumidores dessa tecnologia como fones de ouvido, óculos de realidade virtual ou luvas tácteis.  

Um hardware corporativo também se faz necessário para a operacionalização dos ambientes virtuais ou com base em realidade aumentada, no sentido de câmeras, sistemas de projeção, rastreamento, dispositivos e sensores conectados.  

Quanto a realidade virtual ou VR refere-se a um ambiente virtual em 3D que faz a simulação do mundo real permitindo que os participantes de um jogo por exemplo interajam entre si. 

Todos esses conceitos são importantes para a melhor compreensão desse tipo de ambiente no qual é possível vender produtos, negociar propriedades virtuais, adquirir roupas para os avatares criados ou investir em obras de arte como também fazer publicidade.   

São tendências proporcionadas pelo Metaverso, oferecendo oportunidades para as marcas nas empresas que pretendem utilizar as estratégias de marketing de forma mais inovadora, já que as pessoas se encontram praticamente o tempo todo na internet.  

O mercado espera que o Metaverso se expanda cada vez. Com esse conceito, explorar o ambiente virtual é bem mais expressivo e vai além da possibilidade de desenvolver cada vez mais as tecnologias que o envolvem para que se tornem mais realistas e acessíveis. 

O Metaverso tem dado os primeiros passos nas redes sociais desde 2020 e se a empresa tiver um orçamento forte ainda que corra riscos é interessante investir nesse tipo de plataforma.  

É uma tecnologia complexa e que ainda está em crescimento, mas pensar nela com relação aos consumidores é uma forma de inovação e de buscar mais conexão com a audiência mostrando pioneirismo em qualquer área em que a empresa atua.  

Trabalhar e ter momentos de diversão com o Metaverso ainda é uma realidade distante de muitas pessoas principalmente com relação aos equipamentos que são necessários no acesso a esse ambiente virtual que são muito caros. 

Sem contar com a necessidade de possuir uma internet de alta velocidade cujos pacotes oferecidos pela maioria das operadoras vai muito além da disponibilidade financeira da maioria dos usuários que querem participar dessa interação e compras virtuais.  

Considerações finais 

Metaverso é um universo virtual que reproduz a realidade do usuário, podendo ser criado por meio de um avatar para conversar, criar vidas paralelas e jogar.

Nele as empresas podem também vender seus produtos, fazer anúncios e criar versões virtuais de suas lojas.

Essa tecnologia ainda está em desenvolvimento, mas no futuro, o mercado muito se beneficiará desse conceito, no sentido de manter maior contato com o consumidor, mesmo que ele esteja em uma região distante.

Quais são os cursos para quem deseja trabalhar com instalação e manutenção de internet

Quais são os cursos para quem deseja trabalhar com instalação e manutenção de internet?

Como fazer Marketing de Conteúdo tudo o que você precisa saber

Como fazer Marketing de Conteúdo: tudo o que você precisa saber